quinta-feira, 21 de março de 2013

Não é favor!

Sim, foram três (03) longos anos, pois aquela desgraça usada no Brasileirão 2011, um dos uniformes mais horrorosos da história do Coringão, não pode, em hipótese alguma, ser considerada. 

Creimdeuspai!!


Listrada: respeito à tradição!


Aliás, para mim, um dos maiores problemas da (até aqui, ótima) gestão Andrés Sanchez / Mário Gobbi é justamente a perda da identidade visual corinthiana - um desnecessário desserviço prestado à Nação Alvinegra.

Afinal, desde a posse de Andrés, nos estertores do fatídico ano de 2007, cinco coleções já foram lançadas pelo Timão e sua fornecedora de material esportivo. Destas, apenas uma (!!!), a de 2009, exibia em seu fardamento reserva a sagrada camisa listrada, preferida por 8 em cada 10 torcedores.
O resto, não passava de um mero pedaço de pano preto...

Pior de tudo é a justificativa - jamais reconhecida, porém tampouco negada - para tal: as tradicionais listras brancas, vejam só, "brigariam" com os patrocínios (que, até ontem, eram inúmeros, transformando nosso manto num bizarro abadá de micareta).

Fora os pavorosos calções brancos, cujo uso, esporádico, já ocorria antes de 2008 - mas que, desde então, passaram a ser utilizados com uma freqüência assustadora. Assustador sobretudo porque, em diversas ocasiões, seu uso se faz absolutamente gratuito, desnecessário.

Calção branco é ceroula, uma coisa ridícula em times de futebol!!! Já os elegantes calções negros sempre nos distinguiram dos rivais de menor expressão: Guarani da Capital, Bicharada e Pequeninos da Vila.

Enfim, só o que espero é que o retorno do manto sagrado de 1954/1977 não seja encarado pela atual gestão como uma pequena concessão à torcida, apenas para que paremos de encher o saco por um ou dois anos - após os quais, ela voltaria a promover o estupro de nossas tradições.

Não se trata de um agrado aos torcedores, senhores cartolas. É obrigação!

Só sossegaremos, aliás, quando a identidade visual do Timão for estabelecida em estatuto, impedindo que, futuramente, nossos signos voltem a ser violados por aventureiros como vocês.

Gestores, bons ou maus, vaidosos ou discretos, felizmente, passam. O Time do Povo, em suas glórias e tradições, este sim é eterno!

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Comentários ofensivos ao Coringão serão DEMOCRATICAMENTE excluídos, sem exceção. Noves fora, a palavra é sua.