sexta-feira, 5 de abril de 2013

Jogamos como nunca, vencemos como sempre!

Quarta-feira, contra o Millonarios pela Cucaracha Cup, o Timão fez sua pior exibição no ano - e, talvez, uma das piores da Era Tite

Irreconhecíveis ao longo de toda a partida, durante os primeiros 30 minutos sequer vimos a cor da bola. Parecíamos incapazes de trocar quatro ou cinco passes consecutivos.

Aliás, a impressão, mesmo, é de que o time tinha entrado em campo dopado.

Não obstante, nas poucas oportunidades em que chegamos ao ataque, fomos mais agudos que os donos da casa. Até que, como sói acontecer em jogos assim...



Porém, vamos enxergar a limonada - quiçá, a caipirinha - que se esconde por detrás desse limão: a maturidade demonstrada por esse grupo para a disputa da Libertadores deve estar, a essa altura, preocupando seriamente a canalhagem anti-corinthiana.

Afinal, num passado nada distante, nos afobávamos em partidas relativamente tranqüilas desse torneio (à época, chamado pelos torcedores de Copa Neura), dando o resultado de bandeja para o adversário. Não raro, a derrota surgia em lances bizarros...

Hoje, ao contrário, demonstramos a capacidade (gostou, Tite?) de segurar a bronca por 90 minutos diante de partidas complicadas como a de quarta. E, mesmo não jogando porra nenhuma, ainda assim, saímos de campo com os 3 pontos.

Segura...

3 comentários :

  1. Também achei uma das piores partidas Titeanas. Mas vencemos!
    E isso me deixou também com a pulga atrás da orelha.
    Parece que aprendemos a jogar esse campeonato varzeano que perde feio pra época do Velódromo.
    Se o Timão papar mais essa, colocamos esse torneio em seu devido lugar.
    O Danilo é foda, e calou minha boca, e de 95% dos corinthianos.

    ResponderExcluir
  2. Pegando carona no comentário do Alessandro............
    Parece que alguns jornaleiros já estão colocando a Cucaracha Cup no seu devido lugar. Teve um que a chamou de torneio de segunda linha. Daqui a pouco vão dizer que a Sulamericana é mais importante e competitiva. Quanto ao time, eu também não gostei. Controlou bem o adversário. Correu poucos riscos (e o Cásio se encarregou de nos proporcionar fortes emoções), mas não soube aproveitar a vantagem de jogar diante de uma adversário desesperado. Um pouco mais de capricho nos passes, na hora de puxar os contra-ataques e a gente sairia de lá com uma vitória sensacional. Em todo caso, não podemos deixar de elogiar este grupo que, apesar de tantos problemas, já garantiu a sua vaguinha.
    (Múcio Rodolfo)

    ResponderExcluir
  3. Mas a Cucaracha nem sempre foi de segunda linha! O problema é que, de uns anos para cá, ela foi se apequenando, deixando de contar com sua maior estrela... até que chegou ao cúmulo de ser conquistada pelo time do governo.

    Agora, Sulamericana o Corinthians nunca viu... ;-)

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos ao Coringão serão DEMOCRATICAMENTE excluídos, sem exceção. Noves fora, a palavra é sua.