quinta-feira, 16 de maio de 2013

Corinthians 3 x 1 Boca Jrs: eliminados não, removidos!

Sobre a eliminação de ontem, poderíamos dizer que o Corinthians não jogou bem, que aceitamos o ritmo imposto pelo adversário, que Tite levou o chamado nó tático de Carlos Bianchi, que Cássio fez partida extremamente insegura, que nossos laterais já deram o que tinham que dar, que os jogadores se mostraram excepcionalmente tensos, que o time foi - e tem sido - mal escalado, que Pato não pode ser reserva, que a desclassificação começou a ser construída no jogo da Bombonera - sem dúvida, uma das piores exibições do ano, quiçá a pior.
Poderíamos dizer que o Boca Juniors é uma verdadeira lenda nesta competição, que Riquelme é foda, que Bianchi é gênio...

Tudo isso poderia ser dito, sem dúvida. Porém, diante de uma arbitragem como a que vimos ontem, qualquer outro argumento perde completamente o sentido.

Esforçando-me para ser o mais contido e racional possível na definição do trabalho desempenhado pelo trio de arbitragem, a única coisa que consigo dizer é que o paraguaio Carlos Amarilla e seu bando de quadrilheiros simplesmente operaram o Corinthians em pleno Pacaembu!

-  "Calma, confiem em mim. Esqueceram que eu tenho isso aqui?..."

Não jogamos bem? Não, não jogamos. Mesmo assim, fizemos o placar que necessitávamos para avançar. Tite levou nó tático? Levou. Não obstante, seus comandados marcaram 3 gols - dois deles, absurdamente anulados - e ainda sofreram 2 pênaltis não assinalados. Cássio foi inseguro? Foi. Mas etc, etc e etc.

E não se trata de chororô. Chororô é o caralho! Particularmente, também acho que essa história de caçar pêlo em ovo nas arbitragens é uma conversinha de losers, coisa de times como Botafogo-RJ, Pequeninos da Vila ou Internacional-RS. Mas tudo tem um limite!!

Afinal, não estamos falando de lances polêmicos, interpretativos - se houve ou não carga no zagueiro, por exemplo. Estamos lidando com, no mínimo, 4 erros incontestáveis que definiram o placar. Lances tão explícitos que nem mesmo os mais ferrenhos e delirantes anti-corinthianos são capazes de questionar.

A arbitragem, inequivocamente, FEZ o placar. E mais: fez o placar que lhe convinha, que lhe havia sido encomendado.
Sim: encomendado, sim senhores! Trio nenhum erra tanto  - e tão acintosamente - numa única partida por mera incompetência. 

O Corinthians foi, deliberadamente, removido da Copa Libertadores 2013.

9 comentários :

  1. Bando de fdps, há 103 anos nos operando. Bola pra frente!
    Sem mi mi mi. Aqui é Corinthians.
    E a partir de hoje que venha da nossa diretoria uma nova orientação e que entre de vez na cabeça de cada corinthiano de que todos os campeonatos são importantes.
    E os mais importantes são os nacionais, um time com nossa história tem que primeiro ganhar os títulos disputados no Brasil.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vamos buscar o 27º Paulistão, a 4ª Copa do Brasil, a inédita Recopa e o 6º Brasileirão!

      Excluir
  2. Eu estava vendo e ouvindo o vídeo que o Paulo Monteiro postou no seu blog. Era o Gobbi falando sobre o assalto que sofremeos diante do Emelec. Em determinado momeno ele diz que o campeonatro brasileiro é muito mais importante, que o campeonato paulista é muito mais importante...Se em determinado momento ele esqueceu destas palavras, que ele volte a tê-las como lema. Eu estou preocupado com domingo. Os Manjubinhas querem a todo custo ganhar o estadual por causa do tal de treta. Lá bandeirinnha valida gols irregulares, mesmo que tenha 10 jogadores em condição de impedimento. Nós já somos campeões mundias. Já somos conhecidos em vários pontos do Mundo. Creio que os que estejam dispostos a colocar sua marca no nosso uniforme não seja por isso, mas por nossa história, pelo apelo que temos junto à massa. O Corinthians não precisa ser falado em Tanganica para viver bem. Então, a gente não precisa da Cucaracha.
    (Múcio Rodolfo)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E não se trata de despeito - como algum anti desavisado, na tentativa de desqualificar o argumento, poderia supor. Nós pensávamos assim antes de ganhar essa porra e continuamos pensando assim depois.

      E isso tudo está registrado nos blogs.

      Foda-se a Cucaracha!

      Excluir
  3. Colegas, se houve encomenda ela foi atendida plenamente. Quando o "soprador de apito" mostrou o cartão amarelo para o Emerson (que, diga-se, nem fez reclamação acintosa para tal), ele estufou o peito e o mostrou com raiva. Como quem dizia "te peguei, agora você se fu#@&". Deveria ter marcado a penalidade, mostrado o cartão amarelo e, na sequência, o vermelho, expulsando o argentino. Poderíamos até não converter a cobrança da penalidade e, apesar de nosso treineiro já ter dito que não gosta de jogar contra 10, teríamos 80 minutos pra fazer no mínimo 2 gols. No meu entender esta inversão foi o pior dos erros, pois, ainda por cima, pendurou o nosso jogador mais temido pelo Boca. Quanto ao impedimento do Romarinho, no começo só lamentava o desperdício que foi aquela linda enfiada de bola que o Emerson deu. Coisa de armador camisa 10 de seleção. Só de lembrar que depois deste lance saiu o gol cagado do Riquelme. Ahhh, deixa pra lá... Desanimei... Zé Carlos, parabéns pelo blog! Abrasss (Elmo).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, né? O cara enche o peito para dar o amarelo pro Emerson...
      Valeu, Elmo!!

      Excluir
  4. Pô! Eae, Zé? Que situação, hein? Bom, eu queria deixar meu ponto de vista aqui e ver o que você acha. . . Nem vou comentar a arbitragem, Zé. Pra mim, é desviar do foco. Por mais que eu ache e concorde com o que você disse, prefiro comentar em cima de algo que possamos avaliar e tirar conclusões para poder mapear um futuro para o Timão. Digo isso porque, se o Corinthians seguir o caminho de culpar única e exclusivamente o árbitro pela desclassificação, então presumo que o Corinthians terá um futuro duvidoso e tudo pode ir pro ralo. Porque é fato que o Corinthians perdeu a classificação pra ele mesmo, na minha opinião. Não acho que levamos um nó tático. O Boca sequer jogou futebol. . . Não vou me aprofundar na análise, mas eu acho que o Corinthians perdeu porque se comportou em campo como um time inexperiente e covarde. O Boca fez o jogo do ano deles. Tenho certeza de que eles vieram treinando a temporada inteira especialmente para este jogo, deviam estar com a derrota do ano passado engasgada. O Corinthians, entrou com a emoção a flor da pela, querendo levar a classificação à força. Ontem o que vi, foi um time que se comportou como principiante em torneios desse calibre. O Boca utilizou toda essa vontade, ansiedade e nervosismo contra o próprio Corinthians e dominou o time. Jogou por uma bola e contou com a sorte ainda por cima. Mas falando do nosso time, realmente os laterais nossos são fracos. Cara, ontem eu fiquei impressionado como eles não davam opção para o ataque. Mas pra mim, o que falta mesmo para o nosso time é um típico camisa 10. Se tivéssemos um, ontem teríamos nos classificado, mesmo com todo o sofrimento. Em 2011 com um camisa 10 de ofício (Alex) o Coringão foi autor de incríveis viradas. Mas o Corinthians de 2013 está um time previsível e por vezes, acomodado, sem pegada. Pra mim isso é culpa do Tite. Não acho que o trabalho esteja sendo mal feito. Mas o Tite terá que rever algumas posições. O Pato na reserva é uma delas. No mais, acho que o Corinthians, que se candidatou ao bi, não mereceu a classificação. Não honrou o lema "contra tudo e contra todos". O time do Corinthians era o time a ser batido, e portanto, deveria estar muito bem preparado para todo tipo de adversidade, mas, como já disse, estava acomodado. Tão confiante em si mesmo, que tropeçou na própria soberba. Caímos, mas podemos nos reerguer mais fortes do que nunca. . . . Vamo, meu Timão, não pára de lutar. . .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala aê, brô! Aliás, qual seu nome, cara?
      Bom, mas vamos lá:

      1- Não se trata de culpar unicamente a arbitragem pela desclassificação. As deficiências do time são reconhecidas, tanto aqui como nos demais blogs corinthianistas que acompanhamos. E isso, desde antes da desclassificação (porque cornetar só depois que a casa caiu é fácil...).

      Contudo, o que aconteceu quarta-feira foi muito, mas MUITO grave. E, considerando sobretudo o tratamento que nos é dispensado pelos demais quando o assunto é arbitragem, acredito que, mais do que o direito, temos o dever de registrar: o chamado "time do apito", mais uma vez, foi vergonhosamente roubado.

      Vamos passar o resto da vida chorando por isso? Evidente que não. Esse é o papelzinho reservado a ELES. Mas, ao menos por hoje, acredito que temos o direito, sim, de por os pingos no is.

      2- Tite deve ter um pôster do Carlos Bianchi na parede do escritório dele...

      3- Concordo: o time se mostrou nervoso como há tempos não se via. Mas, também neste quesito, atribuo à arbitragem grande parte do problema (o Silvinho, no post que "linquei" acima, narra essa escalada de tensão de maneira, a meu ver, precisa).

      4- Concordo plenamente quanto ao camisa 10, mas não acho que Alex desempenhasse esse papel em 2012...

      5- É a outra face da manutenção de um elenco vencedor: se, por um lado, a tendência é que o time, cada vez mais, jogue "de memória", por outro, vai ficando mais difícil motivar a boleirada que pensa já ter conquistado tudo o que podia...

      6- Voltando, agora sim, às nossas deficiências, assino embaixo do que você disse: se comissão técnica e Depto. de Futebol aproveitarem o momento para fazer a necessária autocrítica (e, claro, promover os ajustes necessários, que não são muitos), sem dúvida surgiremos ainda mais fortes para o segundo semestre.

      Forte abraço!

      Excluir

Comentários ofensivos ao Coringão serão DEMOCRATICAMENTE excluídos, sem exceção. Noves fora, a palavra é sua.