sábado, 18 de maio de 2013

Mea culpa

Em post de 19 de abril, assim palpitei sobre os confrontos das oitavas da Cucaracha:




Sim, foi isso mesmo que você viu: o blogueiro simplesmente conseguiu errar todos os prognósticos, sem exceção. O que, suponho, apenas prova que ou eu não entendo porra nenhuma de futebol, ou sou mais pé frio que Telê Santana, Cerezo e Mick Jagger juntos - ou ainda, o que é mais provável, as duas coisas.

Desculpo-me, assim, com os amigos do blog - aos quais, para o bem de todos e felicidade geral da Nação, juro que nunca mais arriscarei um placar antes da bola rolar!

Afinal, vai ser zicado assim lá na putaqueopariu, Seu Zé Carlos!!

6 comentários :

  1. Caraio. Eu também não entendo porra nenhuma e não posso entrar em nenhum bolão.
    Meus palpites eram os mesmos. hahahaha

    ResponderExcluir
  2. Zé Carlos....A gene sempre se acha responsável por aquilo que acontece com o Timão. Eu não faço a barba e nem corto o cabelo em jogos do Timão porque acredito que dá azar. Antigamente eu não mexia no computador pelo mesmo motivo. Minha mãe pedia para eu teclar um roteiro de reunião para ele e eu respondia que faria no dia seguinte porque naquele dia tinha jogo do Corinthians. Em 1997 a secretária que trabalhava na minha escola pediu-me para lhe ajudar no computador. Nesse dia o Timão ia decidir o Paulistão com o Vila Sonia. Eu fui dando as dicas tomando o cuidado de ficar o mais distante possível do aparelho. Esta superstição se mostrou totalmente infundada apartir de 2011. Eu não acho que palpitar venha a ter efeito nefastos. Se a logica fosse confirmada a gente teria passado pelo Boca. Na Argentina tivemos o azar de perder o Danilo, do Douglas não está numa fase de inteira confiabilidae e de alguns jogadores e o treinador estarem numa jornada infeliz. Naquela noite houve erros técnicos crassos. Aqui foi a pouca vergonha que nem os argentinos conseguem desmentir. Aliás interesante notar que postura dos jornalistas estrangeiros é bem distinta dos tupiniquins. E vamos lembrar que também fomos prejudicados no jogo contra o Tijuana (o gol mexicano foi irregular) e no jogo contra o San JOsé (penaltis não marcados, gol anulado). Sem esses erros, o Corinthians teria uma classificação melhor e poderia pegar o Tigre e não o Boca nesta fase. Fomos operados do começo ao fim.
    (Múcio Rodolfo)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com você, Mucio, uma serie de erros, alem da garfada final, nos levaram a essa desclassificação. E também me lembro bem dos outros erros de arbitragem que você citou.

      Mas discordo um pouco dessa posição de que "fomos operados do começo ao fim". Você deve se lembrar que, coincidentemente, o Ze Carlos abordou o tema da arbitragem aqui no blog pouco antes do fatidico jogo, e foi comentado o quanto o chororo dos adversários (principalmente os bambis de SP e do RS) chega a níveis patéticos, se apegando a erros menores, muitas das vezes interpretativos, para bolar teorias conspiratorios mirabolantes.

      Nao estou dizendo que é o seu caso, claro. Mas ainda continuo acreditando que, exceto em alguns casos (e quarta foi um deles), os erros de arbitragem rola de maneira aleatória para os dois lados, e isso, juntamente com a imprevisibilidade do futebol, nos fez cruzar com o Boca.

      Se é que é possível encontrar algo positivo em alguma derrota do Timao, eu diria que, passada a raiva, podemos tentar enxergar essa repercussão toda como o inicio do fim dessa ideia tendenciosa de que so erram a nosso favor. Talvez, mas nao tenho certeza.

      De qualquer forma, acredito que a torcida do Timao tem que resistir a tentação de se fazer de vitima daqui pra frente, e nao adotar o péssimo habito de culpar o juiz a cada derrota. O que aconteceu quarta foi uma vergonha, mas sinceramente, eu ja to pensando na peixada de hoje a tarde, e em como passar o rolo compressor no Brasileiro e na Copa do Brasil, pra deixar claro qual o melhor time do Brasil da atualidade...

      Excluir
  3. O cair na chave contra o Boca foi uma fatalidade. Conversando agora pouco com um colega,e ele me disse que os nossos problemas começaram ali na Bolivia. Só que a Comembosta não teve peito para excluir o Corinthians. E encarregou o Amarilla do serviço sujo. Com relação aos outros equivocos, eu penso que eles existiram para impedir que o Corinthians tivesse um boa classifcação -assim ele teria de fazer o segundo jogo fora de casa. Eu sei que tradicionalmente, o Timão vem sendo desclassificado em casa. Só que o ano passado, o Pacaembu foi um fator de desequilíbrio a nosso favor. E foi também este anto, tanto que lá a gente deitou e rolou. E tem mais, João, nesta competição, o Timão foi muitas vezes prejudicado. Em 99 na primeira partida do torneio, no jogo contra o Chiqueirense, um arbitro cearense deu tiro indireto numa bola na qual o Gamarra não teve a intençao de atrasar para o goleiro. No mesmo ano, no mata a mata contra o mesmo adversário, dois penaltis (um no Fernando Baiano e outro no Edilson). Em 2006 fomos garfados no Chile, mas mesmo assim conseguimos vencer. Contra o River, este mesmo pilantra que nos operou expulsou Mascherano injustamente e anulou um gol do TEvez e aqui um colombiano anulou um gol legitimo do Nilmar. Eu concordo que os erros podem ser aleatórios, mas vc se lembra de algum erro de arbitragem cometido contra os bambis, por exemplo? VAi Corintians e Parabéns a todos. Somos mais uma vez campeões do mais importante estadual do país.
    (Múcio Rodolfo)

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos ao Coringão serão DEMOCRATICAMENTE excluídos, sem exceção. Noves fora, a palavra é sua.