segunda-feira, 20 de maio de 2013

Os Heróis do Título


Petr Cássio, a Muralha de Yokohama     1,95m de pura feiura! Cássio é daquele tipo de goleiro que, quando abre as asas e fecha a cara, mete medo em atacante.
Se o Timão tivesse um treinador de goleiros decente, nosso camisa 12 já seria titular absoluto da Seleção.


Alessandro, o Capitão     É bom mesmo que Alessandro se aposente logo; se possível, ainda hoje. Afinal, se continuar sendo obrigado a levantar taças com tamanha freqüência, o Capitão poderá, a curto prazo, acionar o Timão na esfera trabalhista.
Já ouviram falar em Lesão por Esforço Repetitivo?...


Gil, o Zé Pequeno do Parque     Simplesmente, o melhor e mais regular jogador do Timão no Campeonato Paulista. Mais um que, se Felipão fosse um pouco menos burro, já estaria na Seleção.


Paulo André, o Ilustrado     Botou o frangote da Baixada em seu devido lugar. Aliás, insisto: quem é Neymarketing?


Fábio Santos, the Lucky Man     Ontem, não comprometeu... Acrescentou mais um título ao currículo com a camisa do Timão – e é isso o que importa.


Ralf, o Pitbull da Fiel     Simplesmente, um monstro! Há anos, o mais eficiente desarme do futebol brasileiro. Vida longa a Ralf no Timão!


Paulinho, o Termômetro     Um dos melhores e mais modernos volantes do mundo, o camisa 8 voltou a apresentar seu bom futebol na hora certa. Pelo conjunto da obra ao longo dos 180 minutos decisivos, podemos dizer que Paulinho foi “o cara” da final do Paulistão 2013.


Danilo, o Homem de Gelo     Como sempre, jogou muito na decisão; quando a coisa apertou, simplesmente foi lá e resolveu a partida – com aquele eterno jeitão de quem está batendo uma bola no campinho do sítio.
Tipo de jogador que pode ser definido numa única palavra: Danilo é foda!


Romarinho, o Lék     Bayer Leverkusen é o caráleo!! Com apenas 22 anos, Romarinho já conquistou 3 títulos pelo Corinthians. Muitos outros ainda virão.


Emerson, o Sheik     Ultimamente, mais provoca do que joga... Porém, acrescentou mais um título ao currículo com a camisa do Timão – e é isso o que importa.


Paolo Guerrero, Siempre Peligroso     Mesmo tendo passado em branco na decisão, o matador se consagrou como artilheiro da equipe no Paulistão 2013. Elementar: Guerrero é gol! Sempre!!


Edenilson, o Coringa     Tem futebol para ser titular em qualquer equipe do Brasil. Deverá conquistar seu espaço entre os 11 de Tite ao longo do 2º semestre, naturalmente.


Alexandre, o Pato     Jogador completo, "aquático e gramático", Pato tem futebol para ser titular em qualquer equipe do mundo. Deverá conquistar seu espaço entre os 11 de Tite ao longo do 2º semestre, naturalmente.


Douglas, o Tiozão de Boteco     Entre uma cerveja aqui e um cigarrinho ali, o camisa 10 ainda encontra tempo para distribuir belos passes em profundidade e lançamentos geniais – como um autêntico meia à moda antiga.


Tite, o Seu Adenor     Campeão Brasileiro, da Libertadores, Mundial e, agora, Paulista. Quer mais? Claro que sim! Daqui até dezembro, ainda conquistará a Copa do Brasil, a Recopa e o Brasileirão novamente.


Fiel Torcida, o 12º jogador     O Timão, sozinho, teve mais público no Paulistão do que o Campeonato Carioca inteiro. Precisa dizer mais alguma coisa?



Atualização (19:00h)


Zizao, o Xodó da Fiel     Após linda e inesquecível pedalada, o craque chinês foi à linha de fundo e serviu a Giovanni - que teve apenas o trabalho de empurrar a bola para dentro, marcando o  primeiro gol do Timão no campeonato.
Como bem lembrou o Múcio, foi assim, com Zizao "brilhando muitcho no Coríntia", que teve início nossa caminhada rumo ao 27º título. Valeu, Zizão!!

9 comentários :

  1. Pra mim o grande nome dessa conquista foi o Zizao rsrsrsrs..
    Brincadeira. Não dá para citar este ou aquele jogador, pois todos de uma modo ou outro foram importantes. Este é o segredo do nosso sucesso. Temos um time sem estrela (tem o Pato, mas o Pato não está 100%), mas com vários jogadores capazes de decidir. Eu tenho quase certeza que disse isso no blog do Paulo Monteiro que o Corinthians estava vergonhosamente se classificando em quinto, mas que poderia ir mais longe ao contrário do ano passado quando foi o primeiro na fase classificatória e caiu logo no primeiro jogo de mata-mata. Foi muito bom ser campeão lá no Balneário. Frustramos o plano deles de produzir um DVD.
    (Múcio Rodolfo)

    ResponderExcluir
  2. Parabéns a todo Corinthiano que carrega este time na alma.

    Esta queda na Libertinha foi benéfica, nos trouxe o Paulistão e fará com que o time jogue o restante do ano sem as poupadas.

    Que venha o Brasileirão e a Copa do Brasil.

    Na Recopa teremos que bater nas bibas novamente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu ainda preferia ganhar a Libertinha E o Paulistão, Alessandro. Porém, como diz um amigo meu, "não dá pra tê tudo".

      Quanto às bibas, já tá ficando sem graça...

      Excluir
    2. " Queda benéfica na Liberta" é um pouco demais mesmo... hehehe

      Mas sempre é bom ver o lado bom das coisas, principalmente quando a situação nao tem mais volta...

      Perdemos de pé e injustamente, o que da muita raiva, mas nao abala a auto-estima do elenco (e nem do torcedor); perdemos dias antes de uma decisão de Paulista, permitindo enterrar o trauma de vez; perdemos também tarde o suficiente para nao ser uma campanha vexatória, mas cedo o suficiente para entrarmos no Brasileiro desde o inicio dessa vez (passar o semestre cumprindo tabela e péssimo para expansão da marca Corinthians); e de certa forma é sempre bom o corintiano nao esquecer as origens, e lembrar que enquanto os outros vivem de titulo, nos vivemos de Corinthians... hehehe

      Excluir
  3. hahahaha, mto bom esse post zé. . . cássio: 1,95 de pura feiura, ahuahuahuahuahu. . . guerreiro: siempre peligroso .. . rfsrsrsrsrs
    mto bom. . . aqui quem fala é o msm q comentou do guerreiro-caneludo, do post da derrota do timao pro boca. . . me chamo ricardo

    ResponderExcluir
  4. Bem legal a homenagem ao jogadores, principalmente a do Cássio e do Danilo. Mas acho q eu tiraria o Pato dessa. Sinceramente ele não tem futebol pra jogar em nenhum time grande do país... quando tem boas chances desperdiça, é uma eterna promessa...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara, eu acredito no Pato. Acho que nesse segundo semestre ele estoura.
      No bom sentido, é claro...

      Excluir
    2. Uma das grandes críticas que se faz ao Adenor nos blogs corinthianos é com relação ao Pato. Como eu sou um grande defensor do Adenor, até parece suspeito o que eu vou dizer, mas eu não me convenci de que ele deva ser o titular. Verdade que o Corintians fez bons jogos na Cucaracha tendo ele e o Guerrero no ataque. Mesmo assim, não estou convencido de que sua titularidade seja algo incontestável.
      (Múcio Rodolfo)

      Excluir

Comentários ofensivos ao Coringão serão DEMOCRATICAMENTE excluídos, sem exceção. Noves fora, a palavra é sua.