segunda-feira, 22 de julho de 2013

Atlético-PR 1 x 1 Corinthians: Fábio Santos = bola nas costas... sempre!

Tá certo que, considerando as lamentáveis condições daquele pântano no qual disputamos a partida de ontem, fica quase impossível avaliar o desempenho - quer individual, quer coletivo - da equipe. Até o campinho do bairro onde cresci, na região da Capela do Socorro, tem uma drenagem (SIC) mais eficiente que aquele chiqueiro.

Como também é fato, convenhamos, que o gol dos hômi saiu justamente naqueles cinco minutos iniciais durante os quais, se bem me lembro, o gramado (SIC) ainda apresentava alguma condição de jogo. De modo que não haverá perdão para o perseguido deste blog: porra, Fábio Santos, outra bola nas costas? De novo, véio?? Igor como titular IMEDIATAMENTE, pelamordeDeus!!

Quanto aos demais, as condições de trabalho apresentadas ontem, como já dissemos, se não os absolvem totalmente, ao menos não nos permitem condená-los. O empate fora com um time de 4º escalão, dadas as circunstâncias, acabou se mostrando, sim, bom resultado.

E ainda teve o bônus de nos brindar com Pato marcando mais um - média excepcional para um "reserva", aliás. Marcando e, novamente, saindo com dores na coxa. E o pior: novamente, não tendo lesão alguma detectada.
Não é de hoje que desconfio de que o caso desse garoto esteja mais para a psicoterapia que para a ortopedia...

Renato Augusto, por sua vez, demonstrou a eficiência e a categoria costumeiras. A propósito, como é possível que ninguém tenha descoberto esse rapaz antes? Ele não desenvolvia esse futebol todo nos tempos de Flamengo e, nas Orópa, que eu saiba, não teve um desempenho dos mais brilhantes... 
Méritos totais para Edu Gaspar, será?!?

Enfim, se, por um lado, a partida de ontem não chegou a ser um completo desastre, por outro, também não serviu para nos tirar da incômoda zona da água de salsicha da tabela - localizada entre a antiga zona de classificação para a Sul-Americana e a tão temida zona do rebaixamento. 

Mesmo assim, tudo sob controle. Afinal, adivinha quem é nosso próximo adversário...


Bicharada: garantia de três pontos conquistados!

* * * * *

Tá certo que segunda-feira não é dia para se beber... mas, se você aceita um conselho, amigo, levante-se, vá até a geladeira e abra uma latinha de cerveja. Na boa, eu espero.

Feito? Ok: agora, acomode-se confortavelmente na cadeira e relaxe.

Divirta-se!

Hahaha!

6 comentários :

  1. Novamente, fomos prejudicados pela arbitragem, não só com o penalty não marcado, mas também pelas marcação sucessivas de faltas na nossa intermediaria.
    Pesquisei a respeito e escrevi algumas linhas no meu blog sobre os efeitos dos "pequenos erros de arbitragem" com o auxilio de um site muito interessante.
    http://cornetandocom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É o roubo a conta-gotas, César; coisa típica do formato de pontos corridos.

      Excluir
    2. Zé, não podemos aceitar passivamente este tipo de sacanagem, ou então correremos o risco de nem classificar para a libertadores. O Timão tem que dar uma porrada na mesa e chamar a atenção !!! Quem representa o clube, tem aparecer nestas horas, pedir uma investigação e providências. No mínimo, neguinho é obrigado a parar com isso por hora.

      Excluir
    3. Concordo. Mas bater na mesa, infelizmente, não é o forte dessa diretoria atual.

      Excluir
  2. 1- Dada as circunstâncias o empate não foi ruim não e vamos lembrar que este mesmo Atlético já tirou pontos do Cruzeiro, do Grêmio e do Flamengo. Vai ser um tal de clubes de ponta perderem pontos improváveis.... Só para lembrar: em 2011 o rebaixado América Mineiro ganhou do Timão, do Vice da Gama e do Conveniense.
    2- Eu tenho visto muita zoação em cima dos bambis. Vamos curtir este momento, desforrar aqueles anos em que estivemos mal. Mas...domingo é bom esquecer as quatro partidas anteriores e ignorar o mau momento pelo qual passa o adversário. Condição básica na minha opinião para se conseguir os três pontos tão necessários a nossa reação.
    3- Eu prefiro o Igor ao invés do Fábio Santos. O garoto me parece mais habilidoso, apoia com mais qualidade e me parece menos dorminhoco na defesa. Eu só não concordo com as críticas feitas ao treinador por ele ter colocado o Alessandro e não o garoto no domingo. Eu lembro que Igor atuou em 5 partidas como titular este ano. Em nenhuma delas, o Adenor inventou improvisações para não colocá-lo. Ou seja, não se pode garantir que aquilo que aconteceu domingo foi uma regra ou não passou de uma decisão levado pela situação da partida.
    4- Realmente a nossa diretoria não tem o hábito de gritar contra a arbitragem. Deveria mudar este modo de agir.
    (Múcio Rodolfo)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 1- O empate fora com o Atlético-PR, e ainda mais naquelas condições, foi resultado normalíssimo. O problema foram os pontos em casa que demos de bandeja antes dessa partida.

      2- Concordo, mas isso é apenas para os jogadores - que têm mais é que fechar a matraca e jogar um futebol capaz de nos tirar da incômoda 13ª colocação. Nós, torcedores, temos todo o direito de esculachar, sim (antes, durante e depois do jogos).

      3- Concordo!

      Excluir

Comentários ofensivos ao Coringão serão DEMOCRATICAMENTE excluídos, sem exceção. Noves fora, a palavra é sua.