terça-feira, 6 de agosto de 2013

Cada um com seus problemas...

Amanhã, na Vila dos Pequeninos, partiremos em busca de mais uma vitória, a terceira consecutiva, para embalar de vez no Brasileirão.

Com os desfalques de Emerson Sheik - que, bestamente, cavou o terceiro amarelo na partida contra o Criciúma - e Alexandre Pato (a confirmar), Tite não terá outra alternativa senão escalar nosso melhor jogador na temporada, Renato Augusto.
Lamento, Adenor: c'est la vie!

Já o adversário, por sua vez, vem de um dos mais vexatórios massacres da história recente do futebol...

Não, senhores, não foi apenas pelos 8 a 0 sofridos no pomposo Camp Nou; foi porque, se a partida terminasse em 15 ou 16 tentos para o Barça, o placar faria ainda mais justiça ainda assim seria injusto!
Afinal, convenhamos: o Boqueirense foi esculhambado na Europa. E muito. E com requintes. Em mais de um momento, por exemplo, foi possível ver os atletas do time catalão brincando de melê na grande área dos Pequeninos... 
Uma vergonha inenarrável, que para sempre ficará inscrita no DNA desses pobres (e jovens) atletas - o que chega a ser quase um crime, visto que a maioria deles ainda nem atingiu a plenitude de seu desenvolvimento físico. 

E notem como, mesmo passados cinco séculos, certas coisas permanecem idênticas: dias atrás, os europeus aportaram no litoral paulista e, em troca da maior jóia da Baixada, ofereceram meia dúzia de chuteiras, três espelhos, algumas continhas coloridas e, de quebra, o direito de ser vergonhosamente humilhado em cadeia mundial - o que, segundo especialistas, "internacionaliza a marca".

Em suma, os Pequeninos fizeram foi um papér de cadela - como bem disse o César, aqui no blog.

E, diante de tais condições, sinto muito, mas não podemos partir em busca de outro resultado que não a vitória. 
Percebam que não estou falando em "atropelar", em "repetir os 7 a 0", etc. Não se trata de soberba - aliás, conheço o técnico do meu time o suficiente para saber que ele nem é muito chegado nessa história de desandar a fazer gol. Só o que estou dizendo é que, diante de um adversário tecnicamente frágil e psicologicamente abalado, seria simplesmente medíocre de nossa parte almejarmos o mero "empate fora" - resultado tipicamente titeano

Isso é jogo para se vencer. E eu acredito em bela vitória, amanhã, naquele pardieiro infecto da Baixada.

Aliás, amanhã e sempre.

VAI CORINTHIANS!

20 comentários :

  1. Isso que eu espero. Mas, vale lembrar, que o time das meninas do jardim leonor estavam em situação parecida (aliás ainda estão "invíctos só que ao contrário") e nosso time não correspondeu, com a culpa dividida entre Tite e jogadores.... poderia ter massacrado mas entrou com cabeça de "tem que ter respeito em clássico", resultado uma "derrota por ser em casa" final de jogo 0x0.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse temor também é meu, Luis: contrariando o título deste post, o Adenor detesta ver colegas de profissão passando perrengue.

      Excluir
    2. Exatamente queria que ele desse uma lida nesse post.... ou pelo menos no Título dele: "Cada um com seus problemas... "
      Apesar de dar certo a maioria das vezes e ter trazido muitos títulos pra nós, eu gostaria de que, ás vezes, o Tite fosse mais agressivo pra sair jogando, na escalação. Porque já sabemos que o time se defende com o maior gás desde o Cassio até Guerrero, todos jogadores tem sua participação. Eu acredito que isso vem do treino, então se o time começar o jogo mais agressivo vão continuar com a mesma mentalidade de defesa forte quando precisar (até porque perder a vaga no time é mole com nosso elenco)

      Excluir
  2. O placar pouco importa EU QUERO A VITÓRIA e se possível com gol do Romarinho. E vê se não vai espirrar, porra! hahahahaha VAI CORINTHIANS!!! PRA CIMA DAS SEREIAS QUERO VER VIÚVA DO PELÉ CHORANDO NA VILA.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha! Bem que o Lék podia dar uma bagunçada, hoje. Ele já foi mais forgado...

      Excluir
  3. Zé, Não existe outro resultado aceitável que não os 3 pontos na mala. Concordo com vc quanto ao garoto anêmico, mas esses europeus antes de ir embora, subiram a serra e levaram nosso melhor guerreiro em troca de FHB em pó (Fezes de Homem Branco, é só adicionar água). Um tal de Gareth Bale foi vendido pelo mesmo time que comprou Paulinho por 120 mi de Euros, 2 semanas depois (7 Paulinhos). O Santos não teria como segurar Neymar, mas o Corinthians se quer se transformar no maior time das Américas (e não está longe disso) não pode abrir mão de craques por mixaria.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Compartilho de sua opinião quanto à abismal diferença de valores das negociações América x Europa em relação aos negócios realizados somente entre os europeus, César.

      Porém, não acho que um único clube, em ação isolada, consiga reverter esse quadro. Nesse sentido, é importante que todos os grandes clubes do Brasil acompanhem o Timão nesse processo de profissionalização da gestão - Andrés Sanchez e Rosemberg já falavam disso em 2008, 2009.
      Somente atuando em bloco, com todas as agremiações fortalecidas, é que poderemos pensar em fazer frente ao poderio europeu (apesar da crise econômica, ainda permanecem em outro universo).

      Se bem que, toda vez que timeco turco anuncia a venda de jogadorzinho grego pereba para time C da inglaterra por centenas de zilhões de Euros, eu desconfio e muito. Pra mim, 90% dos negócios anunciados por lá cheiram a lavanderia das brabas.

      Excluir
  4. Na minha opinião esse jogo é o mais importante desse Brasileirão. Será nossa 3a vitória seguida e no domingo tem jogo em casa.
    Na segunda-feira podemos aparecer na 1a ou 2a colocação e ninguém segura mais.
    Se jogar como na semi-final da Libertinha, o Timão goleia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De acordo: é jogo chave! Se acordamos no G4 na segunda, a anti-corinthianada já começará a sentir cãibras no esfíncter...

      Excluir
  5. Um único clube pode sim Zé, e o timão pode ser esse clube . É o que mais arrecada, atualmente está com uma projeção Internacional como nunca teve. Se detinha 50% do passe do Paulinho poderia ter comprado o passe na totalidade (8,5 mi) mais uma grana para o Paulinho (PF) da diferença de salário para não inflacionar o mercado interno, fechava com no máximo 12 mi. Teria a totalidade do passe, um contrato legal de no mínimo + 2 anos. Poderia lançar a camisa fica Paulinho, fazer um jogo no Pacaembu comemorativo com um desses time Argentinos que estão com a caneca na mão(Boca, Racing, Newell's Old Boys)e até o final do ano recuperava a grana. (Como barça fez com Neymar http://cornetandocom.blogspot.com.br/2013/07/blog-post.htm). Imagine o Corinthians de hoje com Paulinho e pelo menos um lateral direito dos bons. (Estaria meu caro um nível acima do atual)

    ResponderExcluir
  6. Zé, prometo que é a última vez que cito o blog do lunático. Mas sabe como é, em semana de clássico contra o Santos, o Corinthians, pra variar, domina a pauta por lá. A gente acaba entrando e se deparando com sandice atrás de sandice... Mas um comentário que me chamou a atenção foi o do tal Júnior, aquele que enche o texto de rostinhos nervosos e frases conspiratórias anti-corinthianas repetidas (quem já entrou lá com certeza sabe quem é). Achei que dessa vez seria impossível, mas o demente conseguiu ver o dedo da arbitragem na enrabada que tomaram do Barcelona! Disse que o juiz inverteu muitas faltas! hahahahaha... E o lunático se gaba do alto nível de seus leitores...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas por que a "última vez", João Luís? É divertido!... rs

      Esse Júnior aí é o mais comédia de todos; impossível não saber!
      Tempos atrás, alguns começaram a especular que o tal de Júnior fosse apenas um pseudônimo do próprio Odir - algo no qual, aliás, não acredito. Justificavam a desconfiança - veja só - pelo fato de ser ele o único leitor capaz de, tal como o autor, utilizar o texto em negrito na zona de comentários.

      No dia em que o próprio blogueiro pediu ao rapaz para parar com essa mania (pois ela, "além de confundir os leitores, dava margem a essa desconfiança"), não resisti e, sob o pseudônimo de Dr. Sigmund, postei um comentário mais ou menos assim:


      "Falando com seu alter ego, Odir? Noto que sua patologia vem atingindo níveis cada vez mais alarmantes...

      Porém, nada tema, meu jovem: hoje em dia, a moderna psiquiatria oferece opções de tratamento cada vez mais seguras e eficazes - como, por exemplo, a eletroconvulsoterapia. Até mesmo para casos complexos e aparentemente perdidos como o seu, o resultado, garanto, pode ser bem satisfatório.

      Marque um retorno com minha secretária. Abraços!"


      Depois dessa, meu IP foi banido do blog, hahaha!

      Excluir
  7. Cássio, Fábio Santos e Romarinho destoam demais do time! Danilo não jogou bem contra os lambaris. Joguinho modorrento e dois pontos perdidos!

    ResponderExcluir
  8. Bom: Ralf e Gil
    Regular: Renato Augusto, Palandré, Guilherme, Douglas, Ibson, Romarino, Guerrero, Tite? (pelo menos parecia gesticular e pedir o time mais avançado, fez 2 alterações boas e uma ruim)
    Péssimo: Edenílson (volta Alessandro), Pato (banco), Zidanilo (não sei...cansado?), Fábio Santos (será que Igor é melhor?? não sei...), Cássio, Espírito do Time

    Concorda?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quase integralmente.
      Estou em dúvida, apenas, se Paulo André e Romarinho não deveriam descer de categoria - apesar de ambos terem participado ativamente do lance que resultou no gol.

      Excluir
  9. eu acho , o problema é coletivo e não individual.
    uns jogam melhores que os outros , normal ... até pq alguns são mesmo melhores.

    o fabio santos torço de verdade que quebre a perna , estiramento , qq coisa.
    surgiu como "negocio de oportunidade" para compor o elenco e sei lá pq ficou.

    mas já ganhamos até com o Indio...

    não me lembro de tamanha discrepância entre a produção ofensiva e defensiva de uma equipe desde a Irlanda que parecia mesmo que venceria a Copa do Mundo empatando todos os jogos .. acho que a de 90... e era mata mata , outra história.

    acho bonito os onze enfileirados atrás do meio de campo ,
    tudo arrumadinho ... contra o poderoso Neilton Fraldinha

    e mesmo assim leva o empate...

    (Pedro)




    ResponderExcluir

Comentários ofensivos ao Coringão serão DEMOCRATICAMENTE excluídos, sem exceção. Noves fora, a palavra é sua.