quinta-feira, 1 de agosto de 2013

Corinthians 2 x 0 Grêmio: subindo...

Enfim, o ataque desencantou e, com isso, voltamos a vencer no Pacaembu!

Não, não foi um primor de partida. Na verdade, jogamos o mesmo futebol burocrático que já vínhamos exibindo no Brasileirão - porém, com a fundamental diferença de que, ontem, finalizamos mais e, principalmente, melhor.

Claro, o fato de havermos jogado com 11 dessa vez também não deve ser desprezado. A má notícia, porém, é que no próximo confronto Igor deverá retornar ao banco, naturalmente. É isso aí: me-re-ci-men-to!

Quanto aos demais, e considerando que elogiar os impecáveis desempenhos de Ralf e Gil seria chover no molhado, vale destacar a visível evolução de Guilherme.
A clientela deste blog é bastante qualificada (na maioria dos casos, muito mais que o blogueiro, hahaha!); desnecessário, portanto, ressalvar que ele jamais desempenhará a mesma função cumprida por Paulinho. Porém, quando estiver plenamente ambientado, creio que seu estilo mais defensivo - ainda teimo em considerá-lo um primeiro volante - poderá desonerar um pouco os meias, sempre tão ocupados em marcar. Sonhar não custa.

Outro que entrou bem foi Douglas - que já havia feito o mesmo contra os bambis. De modo que já fiquei pensando, aqui, se não seria possível uma formação na qual ele atuasse juntamente com Danilo e Renato Augusto - que, pela enésima vez, TEM QUE COMEÇAR JOGANDO, Tite!!
Acabaria sobrando para Guilherme (com Renato, esse sim, cumprindo função mais próxima à de Paulinho), mas creio que, ao menos em alguns momentos, essa variação poderia ser bem utilizada.

De negativo, Cássio segue instável e preocupa. Danilo também não fez de suas partidas mais brilhantes, mas o passe de calcanhar para Romarinho, no segundo tempo, fez valer o ingresso. E, claro, a seca de gols de Paolo Guerrero - que jogou bem, siempre peligroso e tal, mas tem se mostrado excessivamente ansioso para voltar a marcar. Diz tudo aquele lance no qual ele, após ótimo jogo de corpo sobre o zagueiro, sai na cara do gol mas se precipita na finalização.

Caaaalma, meu filho, calma. Ao que, ele responderia: "calma é o carajo, olha o Pato marcando mais um!" Ok, o árbitro anotou para Paulo André, mas o camisa 7 tá precisando de uma forcinha...

* * * * *

Partidaça de Emerson Sheik!! Assim fica difícil escalar esse time...


* * * * *

Dez rodadas sem ter entrado, ainda, no clima do campeonato (talvez, oxalá!, esteja começando a cair a ficha agora). Mesmo assim, estamos a apenas 6 pontos do líder.

Insisto: esse Brasileirão está uma baba. Desistir de disputá-lo seria pecado imperdoável!

12 comentários :

  1. Finalmente um espaço na Web onde encontrei quem pensa como eu....sou grato ao Tite, isso é óbvio, mas o imenso crédito que ele tem com a torcida não lhe dá o direito de fritar o Pato e deixar o R. Augusto na reserva! O Clube tem fixação por contratar zagueiros centrais e é carente, muito , de laterais...acho que de um "mala" já nos livramos, Alessandro, agora chegou a vez de Fábio Santos sair! E Ralf precisa ter seu futebol reconhecido, tudo era Paulinho, mas não é bem assim!

    ResponderExcluir
  2. Aí malandro, eu não conhecia seu blog mas, gostei muito. Essa é a primeira vez que eu acesso e já percebí que vc gosta de levar um pouco do nosso desprezo à anti-conrinthianada de merda. Acabou de ganhar mais um seguidor! Parabéns!!
    E quem não for corinthiano, vai pra puta que pariu!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha, seja bem-vindo, Marques!! A casa é nossa!

      Excluir
  3. PQP, Coritiba, Bahia, Botafogo como líderes... é claro que temos time pra ser campeão!

    Fabio Santos só sai do time se fizer uma cagada beeeeeeeeeeeeeeem fedida, eu acho. Porra Tite dá uma chance pro Ygor, o moleque tem que aproveitar que tá jogando do lado de cara bom, caramba!

    Na boa, é Guerrero e mais 10. O cara é foda. Sorry Romarinho...

    ResponderExcluir
  4. Grande Zé !!! Continuo lamentando a venda absurda de Paulinho. Não acredito que ele queria ser vendido. Ele pode acabar indo para o banco de um time como o Tottenham ( lá ele ainda vai ter que conquistar seu espaço) e pode perder seu lugar na seleção. Aqui sua participação na Copa 2014 estava garantida. Willian não é 2º volante e nem o Ralf. Paulinho também marcava bem mais que Willian e ainda fazia gols. Por hora o Tite não pode entrar com o Renato Augusto, porque nosso lateral esquerdo é fraco na marcação e dá um apoio regular, por isso Romarinho tem que entrar jogando para compensar nos dois casos. Tite ainda assim consegue ter o domínio dos jogos do Corinthians mais é obrigado a abrir mão de uma maior qualidade ofensiva. Sem laterais que marquem e apoiem com qualidade o ataque se recente de melhores opções e ainda tem que enxertar jogadores que ficam refém da instabilidade de outros. Essa política de garimpar jogadores no Paulistinha e vender o que tem de melhor nem sempre dá certo. Faltam jogadores nos principais setores do time, laterais e um 2º volante. Os outros melhoraram, logo: temos que contratar. O Tite faz muito com o que tem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pô, "paulistinha" não, né, César?!... rs

      Excluir
    2. Nossa !!! Escrevi Willian, mas me referia ao Guilherme, acho que estou com o mal de Alzheimer.
      Vai um adendo em tempo (se é que ainda tem tempo): Aonde encontra-se consignado "Willian" leia-se "Guilherme".

      Excluir
    3. Achei estranho quando li, César. Cheguei a pensar que fosse o Willian Arão, mas depois acabei entendendo...

      Excluir
  5. 1- Dias atrás eu falei sobre as falhas "invisíveis" do Fábio Santos. Notem quem o "invisíveis" aparece entre aspas porque o jogador ainda não cometeu aquela cagada muito grande -como disse o Giba em seu comentário. Foi mais ou menos o que aconteceu com o Júlio César, que o Adenor foi prestigiando até onde deu. Para o Igor se firmar na posição, o Fábio Santos teria de ficar um mês afastado. Assim o garoto teria uma série de jogos para mostar toda sua qualidade. Aconteceu algo parecido em 2011, mas o "contemplado" foi o Ramom, que conseguiu se mostrar pior do que o Fábio Santos - que justiça seja feita teve bons momentos no Corinthians (e não foi apenas aquele "chupa Léo)
    2- O Corinthians jogou muito mais contra o equilibrado e bem classificado time do Grêmio do que o fez contra o abalado e instável Vila Sonia. Parece-me que o time não se esforça diante de jogos tidos como "fáceis", sobressaindo-se quando tem de encarar as pedreiras. É uma marca desta passagem do Adenor pelo clube.
    3- Será que o Pato tentou tocar a bola para as redes para se livrar da onda de que não marca gols no Pacaembu? Não estou criticando o jogador, mas levantando uma hipótese.
    (Múcio Rodolfo)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 1- Sim, teve bons momentos, é verdade. E a comparação com Júlio César foi precisa.

      2- E você cantou essa bola antes do jogo, Múcio...

      3- Uia, não havia pensado sobre isso. Faz todo o sentido. E, mesmo que tenha sido, não vejo razão para criticá-lo por isso; o cara apenas quis tirar a zica.

      Excluir

Comentários ofensivos ao Coringão serão DEMOCRATICAMENTE excluídos, sem exceção. Noves fora, a palavra é sua.