quinta-feira, 15 de agosto de 2013

Fluminense 0 x 0 Corinthians: um caso para a psiquiatria...

Sinceramente? Me dá uma preguiça profunda de comentar "exibições" como a de ontem.

Esse Corinthians do Seu Adenor tem abusado do direito de ser irritante! Talvez porque, estimulada pelo comportamento da diretoria e de boa parte da torcida, que o tratam como uma espécie de príncipe incontestável, a obsessão defensivista de Tite esteja, neste momento, ganhando contornos de verdadeira patologia. Algo que eu chamaria de obsessão defensiva compulsiva - taí: eis minha singela contribuição aos anais da moderna psiquiatria.

Afinal, convenhamos: com raríssimas exceções (quatro ou cinco, se tanto), em todas as demais partidas de 2013 foi possível verificar o severo agravamento dos sintomas de retrancabilidade já demonstrados por Tite nas temporadas anteriores. De tal modo que já não se trata mais de um futebol pragmático, de resultados, como ocorria até ano passado; trata-se, hoje, da prática de um novo esporte - algo que, muitas vezes, nem de longe se assemelha a futebol.

Sem medo de exagerar, creio que nunca, jamais em toda a história do Futebol Brasileiro um grande time tenha apresentado tamanho desequilíbrio entre os planos defensivo e ofensivo
Aliás, existe isso no Corinthians atual: sistema ofensivo? Não, não se trata de pergunta meramente retórica; a impressão que se tem hoje, nitidamente, é de que a infalibilidade do sistema defensivo corinthiano deixou de ser um meio para se transformar numa finalidade, em si. Mais do que estabelecer prioridades, a equipe de Tite parece, mesmo, é ter abdicado por completo do ofício de fazer gols, mantendo por único e exclusivo objetivo, hoje, a missão de não sofrê-los.

Porra, não podemos jamais nos esquecer de que futebol é, acima de tudo, diversão! E você, torcedor corinthiano, antes de me acusar de corneta, responda: a partida de ontem foi divertida? Ela te entreteve? Te deu algum prazer?
Para mim, foram duas horas de vida desperdiçadas diante da TV...

E o pior é que, na coletiva pós-jogo, Tite deu mostras de que pretende, sim, priorizar um dos dois campeonatos que disputaremos neste segundo semestre. Ou seja: guardando coerência com a lei do mínimo esforço, a tendência é de que, já a partir das próximas partidas, o time adote o modo café-com-leite no Campeonato Brasileiro.

E, diante de tal cenário, novamente pergunto: você, Fiel Torcedor, pretende continuar indo ao Pacaembu nos jogos do Brasileirão? Caso isso realmente se confirme, você está disposto a continuar gastando com ingresso + condução/estacionamento/flanelinha + alimentos e bebidas a preços extorsivos para, no fim das contas, apenas perder duas horas de sua vida gritando, como bobo, em apoio a quem está cagando por aquilo tudo?

Eu, sinceramente, não. 

É triste. Porém, caso tal priorização se confirme, assim como o time, daqui por diante também concentrarei todos os meus esforços nos jogos da Copa do Brasil.

* * * * *

Creio que o espaço existente entre os homens de frente do Timão comportaria uma partida de futsal inteira, tão distantes estavam um do outro. Óbvio que, se a bola por acaso chegasse a Alexandre Pato, seria somente através de um lançamento em profundidade...
Porém, quando Tite finalmente resolve mandar a campo o grande especialista do elenco neste quesito, adivinha quem sai?

Apaputaqueopariu, né, Seu Adenor!! You tá de brinqueichon uite me, cara?

* * * * *

Sem comentários...

43 comentários :

  1. Calma Zé !! O elenco não é muuuuiiiiito melhor que os demais. Pato começou jogando e não viu a cor da bola. O Flu bateu até na sombra e o juizão muitas vezes nem falta marcou. Do lado esquerdo com o maravilhoso apoio de Fábio Santos, só tomamos bola nas costas e Sheik deitava e rolava (literalmente a cada paulada que tomava). Sem Paulinho, perdemos mais ainda poder de ataque(que já não era aquele poder). Ninguém chuta de fora da área, ninguém bate falta bem no time. Nosso ataque se limita a boas jogadas do lado esquerdo, mas que ninguém aproveita na área. Jogadas aéreas não andam funcionando. Não temos elenco para disputar bem dois torneios como campeonato brasileiro e Copa do Brasil . No banco como opção temos o fantástico Ibson e o impetuoso Douglas. É um time igual aos outros amigo. Ocupamos a atual posição e brigaremos pelo G4 por causa do Seu Adenor, senão nem isso !!! Veja bem é um time bom e está na posição certa do campeonato.

    ResponderExcluir
  2. Errata. Produzimos boas jogadas do lado direito, do lado esquerdo não produzimos nada e ainda tem a avenida Fábio Santos. Eu e minhas bobeadas.

    ResponderExcluir
  3. Está ficando cada vez mais estressante assistir nosso Coringão. Todos nossos jogos fora serão nessa toada. O Tite já fez as contas, se conseguir ganhar todas no Paca, e não perder mais nenhuma jogando fora, vai chegar nas 10 últimas rodadas brigando pelo título. A partir dai acredito que vai buscar vitórias fora de casa.
    Acho que seremos hexa, mas gostaria que o Tite deixasse nosso time no final do ano, ele é um excelente técnico, mas seria bom para ele também, 3 anos é o limite.
    Eu quero um pouco daquele estilo de jogo de 98-2000, era bonito de se ver...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já deu. Obrigado por tudo, mas eu não renovaria.

      Excluir
  4. Respostas
    1. Às vezes, parece que tem tesão por placar zerado, Paulo. Impressionante.

      Excluir
  5. Bem, eu já perdi todas as esperanças de ver o Corinthians jogando um futebol vistoso, alegre e minimamente ofensivo enquanto o Tite for este treinador que conhecemos e estiver no comando. A diretoria nunca vai dispensá-lo. Nem acho que quero isso. Ficaria feliz em notar um mínimo de evolução no comando dele. Nem acredito que, ao final do ano passado, com as taças da Libertadores e do Bi-Mundial no nosso memorial, sonhei que o Tite se tornaria um treinador melhor, mais ousado, ambicioso e passível de continuar evoluindo, ao ponto de se tornar dos melhores do mundo. Não, ele se comporta do mesmo jeito de sempre, quando não pior, não importa quais jogadores tenha à disposição. Irritante isso. Irritante ver o que foi feito do Romarinho. Irritante ver um batedor de lateral que nem isso sabe fazer. Irritante ver nossos atacantes jogando atrás da linha da bola. Parei de ir ao Pacaembu passar raiva, quando, como você bem salientou, deveria estar me divertindo (perdendo, empatando ou ganhando). Não acredito que estou dizendo isso, mas perdi o tesão de ver meu time jogar, seja pela TV, seja no Paca. Triste. E olha que nem estou reclamando das nossas chances no campeonato, que ainda são das melhores, tendo em vista o que os outros times estão apresentando. Me refiro a este futebolzinho de merrrrda que somos obrigados a engolir. Com o elenco e estrutura que temos isso é inadmissível. Pronto, desabafei. Oremos, pois. Abrassss. (Elmo)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É exatamente o meu sentimento, Elmo! Podemos até faturar o título jogando esse outro esporte aí, mas será que isso tem graça? E insisto: não estamos pedindo pela seleção de 82, mas apenas por um time um pouquiiiiinho mais equilibrado em seus setores.

      Pô, a menos chutem ao gol, né?!

      Excluir
  6. 1-Em 1954, a Máquina Húngara perdeu a final para o time reserva da Alemanha. De repente os tais reservas do Conveninense rendam melhor que os titulares. O tal de Igor Julião me pareceu um bom jogador. O Kenedy também....
    2- Alguém viu um atacante do time carioca desarmando o Romarinho dentro da sua área?
    3- Como eu já disse antes, o nosso time bom, mas não é aquela maravilha que muitos acreditam ser. Não vou dizer que tira leite de pedra porque tem jogadores com qualidade.
    4- O jogo de ontem foi chato pra caraca!
    (Múcio Rodolfo)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 1- Precisa nem ir muito longe: Marquinhos era reserva do Wallace e, até ontem, Chicão esquentava banco pro Paulo André. Renato Augusto e Pato, oficialmente, são reservas. E ainda tem o Igor...

      2- Não... devo ter dormido nessa hora, hahaha! Mas, neste caso, "quem te viu, quem te vê", hein, Madureira?!

      3- Ok, pode ser. Porém, mesmo assim, esse elenco tem totais condições de jogar de outra forma que não essa, não? Expor-se um pouco mais, arriscar-se mais ao ataque...

      4- Meu Deus!! E eu falei sério, Múcio: mesmo lutando bravamente contra o sono, entre uma pescada e outra devo ter dormido por, pelo menos, uns 2/3 da segunda etapa.
      Um jogo ou outro, ainda vá lá; agora, fazer disso aí uma política creio que chegue a ser até desrespeitoso com o torcedor...

      Excluir
  7. Dia desses alguém disse lá no blog do Silvio que aquele time de 99 botaria o Adenor para correr. Mas sabe que eu acho que aquele time renderia muitíssimo bem dentro da filosofia titénica. O Kléber apoiava com uma eficiência bem maior do que o Fábio Santos o faz. O Vampeta e o Rincón superavam o Guilherme e o Ralf em termos de saída de bola. O Edilson não tinhas os problemas físicos que o Pato teve (e que pode atrapalhar o seu desempenho). O Luisão finalizava melhor que o Emerson....
    (Múcio Rodolfo)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade. Individualmente, aquele time tinha muito mais qualidade; não dá nem pra comparar.

      Só não consigo imaginar Marcelinho, Ricardinho e, principalmente, Edilson Capetinha acompanhando lateral...

      Excluir
    2. Teríamos um contra-ataque mais letal e uma jogada pela esquerda muita mais contundente. O duro seria convencer esta turma acompanhando lateral. De repente o Edilson até acompanhava, desde que não fosse até a linha de fundo do gol defendido pelo Dida. (Múcio Rodolfo)

      Excluir
  8. Em tempo: e aquele papo de você ter seu próprio blog ou, ao menos, uma coluna, está avançando, Múcio?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como um adenorista fervoroso não sou de avançar, não Zé Carlos. Mas eu fico muito agradecido pelo convite e....envaidecido também. (Múcio Rodolfo)

      Excluir
    2. Haha, boa! Mas é uma pena. Sério.

      Excluir
  9. Zé, você sabia que o Elias esta no flamengo por empréstimo até fim do ano? Eu nao sabia... Sera que rola atravessar a urubuzada e tentar compra-lo do Sporting para o ano que vem?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uia! Sabia não...

      Isso aí depende dos hômi, né?! Eu traria hoje mesmo!

      Excluir
  10. Concordo, quanto a necessidade de evolução tática quando se está com a bola. Mas essa evolução também passa por reforços. Precisamos de um lateral esquerdo e Emerson Sheik, desde a conquista da libertadores só brinca com o macaquinho (alguns espasmos e lampejos de outrora, nada mais). Tite tenta reestruturar o time com os prejuízos causados com a saída de Paulinho, sem abandonar a disputa pelo título e com peças como Douglas e Ibson. Quanto ao lado lazer de se assistir aos jogos, gosto ainda da raça do Corinthians, vibro com o medo do adversário de enfrentar o Timão, acho o máximo o domínio imposto aos bananas que se matam do outro lado para empatar em casa contra nós e comemoram como um título. Para se acertar problemas que já existiam, não se vende um Paulinho e nem se aposta em jogadores caríssimos que não tem o perfil do clube. Compram-se peças certas que fortaleçam setores deficientes (passos à frente). Esse ano pouco mais se pode fazer, mas o time ainda é dos melhores (dentro do cenário nacional)e renderá talvez até mais um título. Acho que vale a pena ir ao estádio e dar aquele show diferenciado e único que só vocês fazem. A torcida também é um dos diferenciais do time. Cada título é uma estrela, cada final é a projeção da marca, entra mais grana, compra-se mais jogadores, melhora-se o time e chegará um dia em que não teremos sombra. Este processo passa pela compreensão e apoio da torcida inclusive com a cobrança para que se ande sempre para frente. Se dermos algumas peças que faltam, tenho certeza que seu Adenor arruma também o ataque. Ele é disparado o melhor técnico hoje no pais, espero que não façamos com ele o que fizemos com Paulinho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda acho que, com a peças que Tite tem à disposição, é possível fazer melhor, César.

      Quanto ao "jogador caríssimo que não tem o perfil do clube", ainda o considero em estágio probatório...

      Excluir
    2. Apesar de, ao assistir uma partida, eu começar bem empolgado e no decorrer do jogo ver que o time não tem interesse em atacar e acabar ficando irritado antes do primeiro tempo acabar.... o César tem razão é muito bom ver o medo dos adversários quando jogam contra nós, ninguém que eu conheço tem a coragem chegar e falar alguma coisa antes dos jogos (arriscando uma derrota do Corinthians) e sempre depois dos jogos comemoram empates como se fossem titulos mesmo hehehe
      Outra coisa, o Tite é um excelente técnico e está em uma fase ótima, mas se 3 anos atrás ele assumisse algum outro clube brasileiro tenho certeza que ele não estaria na posição de melhor técnico do país. A diretoria, o elenco vencedor que começou lá atrás na série B e até mesmo a torcida tem seu papel no atual momento da carreira do Tite.
      E na minha opnião se o Tite não se adaptar a esse elenco forte (capaz de se defender e atacar como campeão) ele deveria aceitar uma proposta de algum time do exterior e espalhar sua filosofia de jogo... É meio radical de minha parte, mas acho que um bom técnico que o substituir pode sacudir o ambiente e ganhar muitos títulos.

      Excluir
    3. Concordo: se tivesse ido para Inter ou Cruzeiro, por exemplo, será que ele estaria nesse mesmo patamar? Fiquei tentado a citar os bambis, mas lá a coisa anda tão feia no vestiário que seria muita apelação de minha parte...

      Excluir
    4. Não conseguiria mesmo. E inclusive se ele assumisse o atl. Mineiro ou fluminense, que não são bem estruturados mas tem um bom elenco, em suas fases de títulos acredito que ele teria sérios problemas com muitos jogadores.
      Acontece que ele não pode ter preciosismo de não levar gol a ponto de eliminar qualquer chance ou vontade de marcar gol. Muito em breve esse medo que os outros times sentem de nós vai acabar e aí nossa situação pode ficar igual a dos nossos vizinhos bambis...

      Excluir
  11. No fim do jogo, com 5 meias, dominamos o meio campo, mas Emerson, que erra 10 e acerta 1, era o atacante.
    Deu no que deu.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deviam por o Sheik pra treinar finalização até sete da noite, todos os dias. Ele sairia do CT direto para a balada, já...

      Excluir
  12. Gostei muito do blog entraremos em contato. ass.lord Vader

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado!! E que a força esteja com você.

      Excluir
  13. Aqui parece que o Ibope do Adenor é melhor.....
    Em outros blogs fico com a impressão de que o Adenor é uma figura diabólica, ardilosa.... Um cara que sacaneou o Liedson. Está fazendo pilantragem com o Pato. Dia desses disseram que o Seedorf se recusou a vir para o Corinthians por causa do Cagão dos Pampas. Quer dizer então que o holandês já conhecia o Adenor? Além de ter "acabado" com o Liedson, ele acabou com seu sistema "assassino" com o William que, na verdade simplesmente perdeu a posição para o Emerson (superior a ele tecnicamente falando) e que depois trocou o clube pelo privilégio de jogar na Europa (embora num centro maior). Um outro afirmou que ele antecipou a aposentadoria do Ronaldo, esquecendo que este passou depois do primeiro semestre de 2009 ou machucado ou enrolando. E vamos convir que, embora agradecidos ao Fenômeno pelas graças de dois títulos conquisados, não perdemos nada com a saída dele. Muito pelo contrário.
    (Múcio Rodolfo)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Willian, Ronaldo e Seedorf, para mim, é pura viagem.

      Quanto ao Liédson, concordo em parte: acho, sim, que o esquema imposto por Tite terminou de estourar alguém que, àquela altura, já necessitava de cuidados especiais; só não acho que ele tenha abreviado a vida útil de um exímio camisa 9 por maldade - acho que foi por burrice, mesmo!

      Já com relação ao Pato... hummmm.... acho que ainda não tenho opinião formada, Múcio. Será que o Adenor foi voto vencido na contratação dele?

      Excluir
    2. Eu tenho uma limitação que não é assistir ao jogo no estádio. A televisão mostra o plano geral de uma partida, da disposição dos jogadores. A gente fica com uma visão parcial. O que eu discuto com o Vassalo corredor é em que grau de intensidade ou Liedson era orientado a ajudar na marcação. Ou melhor, até que faixa das quatro linhas era obrigado a voltar. Isto me parece que varia muito durante uma partida. De repente o caboclo aparece uma duas vezes lá na nossa área dando um combate e o pessoal acha que isto aconteceu o tempo todo. Então seria interessante uma tabulação para se saber "cientificamente" se aquilo que o Tite pedia para o Levezinho era "humano" ou "desumano". Se vc pegar o vídeo com o Grava, verá que em determinado momento ele fala que o problema com o joelho do jogador não afetava em seu rendimento. Talvez tenha faltado ao jornalista ser mais específico e perguntar: o joelho do Liedson não o atrapalha a ter um desempenho dentro do sistema adenoriano? O Liedson poderia ter permanecido no clube. Acho que teve a questão na hora de renovar o contrato. Ele querendo um contrato de 3 anos, o clube oferencendo 1 ano. Em 2012, no meu entender, ele estava passando uma fase ruim, algo normal na vida de qualquer centro-avante. A seca de gols é um martírio para quem vive de gols. Mas se vc voltar a 2011, mesmo tendo que marcar, correr atrás de lateral, de volante ele foi decisivo com seus gols. No ano seguinte ele viveu o mesmo drama que o Geraldão viveu em 78 (nosso artilheiro no paulistão de 77, o Manteiga chegou a perder a posição para o Rui Rei) que o Casagrande passou em 83 (artilheiro no paulistão de 82 marcou um golzinho só na Taça de Ouro)...E mesmo sem marcar gols, o Liedson foi importantíssimo, por exemplo, na Cucaracha. A entrada dele mudou a nossa sorte no segundo jogo diante do Manjubinha. (Múcio Rodolfo)

      Excluir
    3. Só uma correção no meu texto, a tv não mostra o plano geral do gramado

      Excluir
    4. Nisso você tem total razão, Múcio: a gente fala muito, porém sem nenhum critério científico. É tudo "achismo", reconheço.

      E devo confessar que em 2011 eu não vi uma única partida no estádio...

      Excluir
  14. um jornalista (não é da area esportiva mas é torcedor do fluminense) escreveu a respeito da saida do Abel Braga: que ele não tinha sido demitido por algo que fez errado, mas justamente por não fazer NADA quando as coisas não estavam indo bem.

    não sei se a avaliação se aplica corretamente ao Flor, não assisto aos jogos, mas temo que em algum momento possa acontecer com o Corinthians.
    -------------------------------------
    O Tite é extremamente leal com os jogadores, com o grupo e os objetivos.
    ACHO até, tem o defeito de achar que pode ser amigo dos jogadores (o Mano era mais cuidadoso), atitude não muito recomendável em um ambiente profissional altamente competitivo.
    Mas nesse caso a maior vitima (se houver) será ele mesmo. - Apesar que não deixou de ser extremamente duro com Chicao e Jorge Henrique quando julgou necessário e o fez sem expor os jogadores.

    O problema do Liedson era o joelho (e a idade). Flamengo e Porto não deixam dúvidas...
    -------------------
    Mas o esquema tem mesmo ASSASSINADO os atacantes, em 14 jogos o Pato fez ridiculos 4 gols, Romarinho e Sheik pifios 2 cada e o Guerrero unzinho.

    Outro dia uma matéria exaltava o numero de desarmes do Sheik (não mencionava os cartões amarelos) logo ele que para mim sempre foi jogador banquinho e violão...

    Não dá para aceitar a idéia de que TODOS estão em má fase.

    Sheik e Romarinho não são eficientes nas funções que estão cumprindo.

    Guerrero passa boa parte dos jogos próximo da linha do meio campo. Não que seja inútil, recebe a bola e abre o jogo para os outros mas ele não tem explosão para partir para o gol. o cara é jogador de área, Matador. desse jeito não vai rolar...

    o Pato não gosta de ficar correndo atras de zagueiro e prefere ficar apenas esperando a bola chegar, acaba se descolando da partida e vai amargar banco...

    Especialmente o Pato e o Guerrero (os outros não são tão cobrados) já demonstram grande intranquilidade. Acho que para além do excesso de empates isso afeta o "equilibrio emocional" (que viadagem) do time.

    -------------------------------------------

    O discurso de priorizar a Copa do Brasil também foi de chorar de raiva...
    puta canelada do Tite.

    -----------------

    Ainda assim , acho que é técnico para ficar no Corinthians mais uns quinze anos...

    o cara ALÉM de ser muito competente em sua função , trabalha de verdade PARA O CLUBE e isso é algo que eu valorizo pra caramba.

    Acho que ele tem todas as condições de fazer as alterações que necessitamos, sabe-se lá quais seriam essas alterações, sem a necessidade de uma troca de técnico.

    ----------------------
    o futebol é horroroso, dói os olhos, tem de melhorar...

    mas o empate de quarta, se somado com uma vitória contra o Coritiba, nos mantém firme em nossa reação...

    (Pedro)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sejamos de todo injustos: o Adenor disse, numa entrevista dada ontem, que defenderia em reunião a priorização do Campeonato Brasileiro. Ponto para ele.

      Resta saber se Edu, Duilio, Gobbi e Cia pensam o mesmo...

      Excluir
    2. pois é
      quem deu canelada fui eu...

      mas parece que essa discussão já foi encerrada.

      ---------------

      por falar em elenco

      em pouco mais de uma semana Cleber e Jocinei deixaram de ser oportunidade e se tornaram necessidade...

      a contusão do Guilherme foi o pior em um jogo que só foi ruim...

      (Pedro)

      Excluir
    3. E, lá no blog do Paulo Monteiro, o Múcio ainda lembrou do outro Guilherme, o Andrade.
      Alguém sabe das condições físicas dele? Poderia ser ótima alternativa para liberar Edenilson - que se tornaria, assim, mais uma opção para a vaga do contundido Guilherme...

      Excluir
  15. Pegando carona nos coments do Luis Guilherme e do Pedro...

    1- Eu me lembro que em 2011 o Adenor declarou numa entrevista que lhe faltava um título em SP para ter seu valor como profissional reconhecido. E na mesma época ele reconheceu que estava numa situação favorável para realizar seu sonho de consagração profissional. Pela primeira vez ele não era convocado para salvar um barco a deriva -como foi no próprio Corinthians em 2004 e no Chiqueirense em 2006. Em 2004 ele pegou um time desmoralizado e o levou ao sexto lugar no CB - um time cujo rebaixamento muitos davam como favas contadas. No Chiqueirense, ele pegou o time mal classificado, conseguiu uma ótima reação. Só que entrou em rota de colisão com o dirigente daquelas pragas e foi demitido. Resultado: o time do chiqueiro esteve sob a ameaça de rebaixamento até a penúltima rodada. O cara foi campeão gaucho pelo Caxias! Eu penso que ele teria chance de êxito se pegasse um time com bons jogadores e com tranquilidade para trabalhar. Não precisava nem mesmo ter uma estrutura de primeiro mundo.
    2- Com relação ao assassinato dos atacantes, eu creio que isto seja uma fase. No entanto, seria bom verificar quantos gols do Guerrero e o Pato tem na temporada. E também quantos gols feitos (que não tem esquema que justifique) eles desperdiçaram
    (Múcio Rodolfo)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 1- Hoje, vendo o zelo de Tite pelo vestiário, fico imaginando como ele se sentiu quando o Kia picou o pé na porta, em 2005...

      2- Não foram poucos, é verdade.
      Mas não nos esqueçamos que a bola chega muito pouco lá na frente. Criar uma ou duas chances reais por partida é exigir dos atacantes um aproveitamento que, talvez, Romário e Ronaldo tivessem.

      Excluir
  16. Mesmo com o Guilherme jogando melhor a cada jogo, tendo em vista o desempenho sofrível do setor ofensivo, uma duvida nao saia da minha cabeça: nao seria o Edenilson o melhor substituto do Paulinho? Edenilson tem um estilo parecido e habilidade para se infiltrar no ataque. So o excesso de opções explicava um volante nota 8 atuando como um lateral nota 5. Situacao que obviamente deixa de existir quando somos obrigados a entrar com Ibson...

    ResponderExcluir
  17. http://esportes.terra.com.br/futebol/em-recuperacao-coringa-guilherme-andrade-treina-no-gramado-do-ct,e937b4d07187f310VgnCLD2000000dc6eb0aRCRD.html

    1- Esta foi a notícia mais recente que encontrei a respeito do Guilherme Andrade.
    2- O foda é que no começo do ano, quando estávamos jogando com o time genérico e o Guilheerme Andrade estava a disposição, o Adenor o escalava como volante e o Edenilson como lateral. Como ele deve voltar lá para setembro ou outubro, se o Adenor o for escalar é bem capaz de repetir o que fez no começo do ano.
    (Múcio Rodolfo)

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos ao Coringão serão DEMOCRATICAMENTE excluídos, sem exceção. Noves fora, a palavra é sua.