segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

Reestréia de Mano: enfim, voltamos a praticar futebol.

"Ninguém merece esperar tanto por um jogo para assistir a esse suplício!!! Assistir ao Coringão é sentir emoção, é tomar susto com o contra-ataque, é fazer um gol no bate rebate e gritar... Com o time atual é simplesmente impossível, é mais emocionante assistir a uma vaca pastando."

A sentença, registrada em comentário a um post deste blog, é de 23 de agosto do ano passado e, ao menos para mim, sintetiza toda a chamada Era Tite no Corinthians - e não apenas o desempenho do time neste último e modorrento semestre de trabalho do Adenor, como parece ter sido a intenção do autor da frase, Júnior.

Claro, tivemos nossos momentos felizes com o técnico anterior: conquistamos títulos, atropelamos rivais, fizemos bons jogos. Não estou, com isso, tentando desmerecer toda essa segunda passagem de Tite no Coringão; mais que injusto, soaria ridículo. 
Só o que estou dizendo é que a concepção de futebol do Adenor é, sempre foi, a de algo quase que completamente desprovido de emoção. Deu resultado por um tempo, mas foi justamente na radicalização dessa filosofia que o homem se perdeu. 

A propósito, aliás, resgato um outro comentário feito neste blog - desta vez, pelo Pedro Prado:

"média de gols sofridos nos últimos Brasileiros: 2011 = 0,94 , 2012 = 1,02 , 2013 = 0,61.
Número importante. O Adenor (em sua cabeça) está fazendo o trabalho dele."

Pois, para Tite, no dia em que o time se mostrasse capaz de passar todos os 90 minutos trocando passes lateralmente na intermediária adversária, seus comandados teriam, enfim, alcançado a perfeição. Risco zero: eis a filosofia de Adenor Leonardo Bacchi.

O furo dessa proposta está em, ao que me consta, ser virtualmente impossível marcar um gol - aquele detalhezinho que costuma decidir as partidas, sabem? - sem, para isso, correr um mínimo de risco que seja. De modo que o problema não está em "atacante acompanhando lateral", mas no fato dele entrar em campo apenas para isso.

Claro, evidente que essa consistência defensiva - cujo histórico recente no Coringão, jamais nos esqueçamos, teve início em 2008, com o próprio Mano Menezes - é sempre bem-vinda. Tenho, como a maioria de nós, enorme orgulho do fato de determos a zaga menos vazada de todos os últimos campeonatos que disputamos. O que pega é que isso jamais, em hipótese alguma, pode se tornar um objetivo em si; uma obsessão capaz, até mesmo, de descaracterizar o esporte que os atletas em campo se propõem a praticar, como vinha acontecendo.

Pois ontem, contra a Lusa e sob o comando técnico de Mano Menezes, o Corinthians finalmente voltou a jogar Futebol: atacamos e fomos atacados; finalizamos contra a meta adversária e vimos Walter ser exigido; sofremos gol, mas - o que realmente importa nesse esporte - anotamos um tento a mais que o adversário. E, naturalmente, voltamos do Canindé com os 3 pontos.

Ontem, foram os laterais que se mostraram incumbidos da tarefa de apoiar os atacantes, e não o contrário. Ok, parece óbvio, mas há anos que não víamos algo assim. 
E, com isso, Romarinho deu mostras de que, quem sabe?, talvez possa finalmente confirmar a expectativa inicial em torno daquele jogador ousado e insinuante que, em 2012, aportou no Parque São Jorge. O promissor Guilherme deu mostras de que, quem sabe?, talvez possa calar aqueles que, nas redes sociais, já começavam a chamá-lo de "enceradeira". Rodriguinho deu mostras de que, quem sabe?, talvez possa mesmo ser a solução para nosso setor criativo (futuro 10 do Timão?). Uendel deu mostras de que, quem sabe num futuro próximo?, talvez possamos nos livrar de uma vez por todas daquela avenida chamada Fábio Santos. E etc, etc, etc.

Claro, foi apenas uma partida... É, ainda, muito cedo para que se estabeleça qualquer tipo de prognóstico. Mas o fato é que, mesmo levando em conta todos os atenuantes que um início de temporada exige, gostei muito do que vi ontem. Muito mesmo. 
Certo que oscilaremos, sobretudo neste primeiro semestre. Mas convenhamos: será sempre preferível oscilar jogando bola do que nos estabilizarmos naquela pasmaceira nauseante em que nos encontrávamos.

Pois seja muito bem-vindo de volta, Mano Menezes!

57 comentários :

  1. Bom...1) O amigo não sentiu emoção no jogo contra o Grêmio, contra o Flamengo, contra o Vice da Gama, contra o Atlético Mineiro, contra o Avaí? 2) "De modo que o problema não está em "atacante acompanhando lateral", mas no fato dele entrar em campo apenas para isso." E quem disse que ele entrava apenas para isso?
    -------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
    1- Eu acho que o pessoal assiste aos jogos com um bloco de notas e um cronômetro para anotar quantas vezes um atacante volta para ajudar na marcação. Isto depende do andar de uma partida. Foi com o mesmo Mano que hoje diz que atacante não deve acompanhar lateral que o Jorge Henrique na nossa linha de fundo dando combate ao adversário e sendo exaltado por isso. "Como o Jorge Henrique é devotado!". Como eu vivo dizendo, o pessoal peca pelo exagero. É um tal de time que só dá um chute a gol. atacante que passa a maior parte do tempo em nossa defesa marcando. O que não é bem verdade. 2- Olha que interessante: dia desses acusaram o Adenor de não aproveitar o Ramirez dentro do seu duvidoso conceito de meritocracia. Eu também aproveitaria o Ramirez. Acho que ele merecia estar no Japão muito mais que o Giovani. Mas o que aconteceu com o Ramirez agora que o Timão voltou a ser comandado pelo Mano? Garantiram que o Paulo André estaria com os dias contados. No final de semana eu li numa página que frequento que o treinador elogiou a capacidade de liderança do jogador, ou seja, deua impressão de que não vai perseguir o jogador por ele ter sido "ovelhinha" do Tite. E o Jocinei foi relacionado? Eu não sei quais dos jogadores foram relacionados por isso a pergunta. Será colocado no dia em que o Mano não poder contar com o Guilherme ou com o Ralf?
    (Múcio Rodolfo)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas não estamos falando de algo tão subjetivo assim, né, Múcio?! Pense no conjunto da obra: nos últimos 12 meses, acaso jogamos bola?

      Se nos apegarmos às miudezas, certamente a conversa ficará turva (mas, a essa altura, a quem isso interessaria?)...

      Excluir
    2. Pensei um pouco e você tem razão, Múcio: sobre atacante acompanhando lateral, substitua "apenas" por "prioritariamente". ;-)

      Excluir
  2. 1- Em algumas partidas sim. Em outras fomos mais ou menos.
    2- Foram também por essas miudezas que se cobrou o técnico anterior.
    *** Eu não vou criticar o Mano se por acaso o Romarinho voltar para dar combate a um adversário porque para mim isto é algo normal e necessário no futebol. O Marcelo técnico do Cruzeiro disse numa entrevista ao SporTV que foi fundamental convencer aos seus atacantes a necessidade de se ajudar na marcação. No Atlético Mineiro o Fernandinho era visto lá atrás, próximo a sua linha de fundo ajudando na marcação. Eu acho que a diferença entre esses times mineiros e o Corinthians é que eles tinham atacantes mais rápidos e numa melhor fase. Não tinha atacante que tropeça na bola ou que perde o gol debaixo da trave pra depois o pessoal dizer que isto é culpa de esquema e de boicote de companheiros.
    (Múcio Rodolfo)

    ResponderExcluir
  3. Não lembro da última vez que tínhamos chutado tanto a gol (acho que foram mais de 20 chutes), houve triangulação pela esquerda, o Danilo jogou bem por ser a primeira partida do ano, Romarinho não foi secretário de lateral e no lance do segundo gol havia 5 mosqueteiros na área lusitana.

    Tite foi um dos maiores treinadores que tivemos, pelas conquistas, mas foi um dos maiores retranqueiros que comandou o Timão.

    A maior lembrança positiva que tenho do Tite, foi naquele jogo contra o Vasco, ele no meio da galera vibrando com o gol Paulinho aos 43 do segundo tempo, foi épico.

    O Mano é muito mais corajoso e seu times são mais equilibrados.

    Fazia tempo que eu não sorria num jogo do Coringão!

    ResponderExcluir
  4. acho que um jogo de "pré-temporada" contra um time para o qual tivemos de emprestar até um advogado (que nem é muito bom) não chega a ser uma boa referência. mas confesso que também gostei.

    não tive sono e o jogo não empatou. pelo contrário, ao menos o primeiro tempo foi bem interessante.

    nada contra o Tite, acho que tem boas chances de dirigir a seleção, ele sonha com isso e acho que terá mais sucesso do que o Mano; mas prefiro o estilo mais agressivo do segundo.

    também é verdade que o Mano também é retranqueiro (quando convém) mas o Tite acho que nem existe uma palavra...

    --------------------------------------
    O Danilo jogou bem e espero que tenha uma extensão de contrato. pelo menos até o final do ano.

    ------
    A saida do Edenilson é uma grande bobagem. Mais um que sai por menos do que vale e que depois vão querer trazer pelo dobro do que sequer pensou em valer...

    Realmente, considerar o Jucilei e desprezar o Ramirez me parece bem estúpido. não importa o técnico...

    Perder o Ralf seria de chorar...





    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Perder o Ralf deve - ou, ao menos, deveria - ser algo fora de cogitação neste momento.

      E o Timão receberá pouco mais de 4 milhões pelo Edenilson. De reais, que fique claro.

      Excluir
    2. Porque contratar um jogador com somente 40% do seu passe ?? Mais uma negociata estranha em posições que nunca se acertam dentro do time. Você está contente com o Uendel ??? Se realmente for bom vai embora no meio do ano. (esse então não pagamos nem 1/3 do passe)

      Excluir
  5. Isso, isso! Deu VONTADE de ouvir um jogo do Coringão... finalmente! Boto fé no Mano e o Romarinho... se começar de palhaçadinha de novo... vai jogar no Botafogo, Criciúma, Figueirense.. enfim, vai pra PQP!

    ResponderExcluir
  6. Concordo Zé !!! Nos 30 primeiros minutos o jogo parecia com os jogos dos grandes europeus contra os menores. Pressão o tempo todo, a área adversária povoada sempre com 5 e até 6 jogadores, marcação adiantada e fizeram em 30 minutos 3 gols. É fato que não é a mesma Lusa do brasileirão e que jogar assim por mais de 30 minutos é complicado com uma "lua" daquelas. Parece que o esquema do Mano favorece Romarinho, Danilo, Guilherme e "talvez" Alexandre Pato (gostaria de vê-lo jogando no começo, quando o Corinthians botou pressão na panela). Se isso acontecer e com a volta do Renato Augusto o elenco passa a ser novamente muito forte. Sheik demonstrou que não está entendendo nada do novo esquema pra variar (continua segurando a bola e dando pulinhos o tempo todo). Muito boa a presença de Gil nas bolas aéreas e Guerreiro estava muito aquém do que pode fazer e com ritmo e condicionamento promete. Outra coisa, quero ver quem vai ter coragem de tirar o Walter do gol quando o Cássio estiver em condições. Gostei, emoção não faltará e provavelmente casa cheia nos mandos dos jogos.

    ResponderExcluir
  7. Gostei do Rodriguinho (e até o perdoei pelo excesso de chutes a gol depois que vi que era essa a orientação do Mano para o time em geral), mas acho que o Douglas ainda tem lenha pra queimar. O Rodriguinho podia ser aquele reserva que entra todo jogo (até porque fôlego nunca foi o forte do Douglas), aproveitando até pra observar como realmente joga um meia armador (acho que o garoto tem potencial pra isso, mas pra variar tem cacoetes de meia atacante...)

    Também sou a favor de renovar com o Danilo. Não sei exatamente a quantas anda o salário dele, e nem por quanto seria a renovação, mas é um cara que pode ser bem útil em momentos específicos para o time. E quando não for o caso, não vai reclamar da reserva. Comprar um cara parecido custaria alguns milhões (fora o custo com os que não derem certo, até acertar um que encaixe), logo o mais fácil é ficar com o cara.

    Quanto a saída do Edenílson, nem cheguei a queimar a pestana, pra falar a verdade. A um ano atrás talvez lamentasse mais, quando achava que ele poderia ser um bom substituto do Paulinho. Mas vendo até o Mano dando mostras de usá-lo na lateral, acho que 11 milhões para um lateral nota 4 tá de bom tamanho.

    Mas que o mercado de laterais tá triste, isso está... Percebi isso ao reparar na minha alegria ao ver que o Uendel acerta a maioria dos cruzamentos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A saída de Edenilson somente se transformará num pecado imperdoável caso realmente cometam a ABSOLUTA INSANIDADE de vender Ralf para o Nápoli.
      A possibilidade de "deslocá-lo" para a função de 2º volante - com Guilherme herdando a 5 - talvez tornasse a venda de Ralf um pouco menos inaceitável (eu amaldiçoaria apenas seis, e não sete das gerações futuras de Mário Gobbi). No cenário atual, contudo, onde já não temos substitutos à altura - ou pior: não temos substitutos, ponto - para as 2 funções simultaneamente, vender ambos seria suicídio.

      Excluir
    2. Seria mesmo uma baita burrice, digasse de passage.

      Excluir
    3. Não contratar ninguém, renovar com Sheik e Danilo e ainda vender o Ralf ?? (eu dava um pé na bunda desse dois e ficava com o Ralf). Segue a palhaçada que vem desestabilizando e destruindo o elenco ao longo dessa administração. O que ninguém quer, renovamos e nossos melhores, vendemos. Claro que venderão Ralf, abre-se mais um espaço na vitrine e o próximo (no meio do ano) será provavelmente Guilherme ou o substituto do Ralf (com certeza compraremos 10% de alguém da Portuguesa ou de um dos times que vocês já conhecem ), ou ainda Uendel (Esse então não temos nem 10% direito). Logo : se Uendel for bom vai com Guilherme (já provou que é) para fora e ganharemos na transação o que a Luzia ganhou atrás da horta e ficaremos time todo "fodido" de novo. Dos R$ 12 mi do Edenilson temos direito a R$ 3 mi, o resto é do bando de sempre . Prestem atenção !!!, Isso vem se repetindo já há algum tempo e se intensificou nessa administração. Todos os jogadores que passam pelo timão em inicio de carreira, se valorizam de forma até sem lógica(Edenilson), raramente uma aquisição dá prejuízo com exceção de compras complemente insanas (Pato). Então, porque não compramos a totalidade ou a maior parte do passe desses jogadores ??? Acho que a resposta muitos de vocês sabem e desta forma vivemos trocando volantes, setores do time que nunca se acertam e um time que nunca se estabelece com um elenco que é uma verdadeira roda viva. Qualquer clube sério, compra ou testa uma peça consagrada ou promissora na posição em que está vulnerável pensando em resolver o problema por pelo menos por 3 anos. Quem faz diferente disso está com outras intenções !!!

      Excluir
  8. Caros amigos conselheiros da nossa querida jihad...

    Talvez esteja cometendo um daqueles erros de precipitação bem grotescos da minha parte (leia- se extremista), mas compareci como de costume ao Pacaembu sábado para acompanhar nosso timão e me desculpe os otimistas , mas esse ano aqui...como diz a Anita prepara hein.....prepara que nós vamos corneta até umas horas ai.....hein.....vamu fica ligeiro que a cara da pizza num ta boa...

    Um abraço a todos....

    O imperador.longa vida a jihad.


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São Jorge queira que você esteja errado, Imperador...

      Abraço!

      Excluir
    2. Tomara Zé muito errado mesmo....
      O imperador.longa vida a jihad.

      Excluir
  9. Zé eu avisei.

    O imperador.longa vida a jihad.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim. E eu, que ainda não consegui ver um jogo no estádio esse ano, me recusei a acreditar.

      Tá escura a coisa, brô...

      Excluir
  10. Continuamos sem laterais e um meia que preste. Os catados da segundona começam a mostrar suas caras. Em um esquema em que são bem mais exigidos demonstram ser de segunda. Hoje temos um time mediano, todo mundo contratou melhor que nós que só compramos dos mesmos e na verdade nunca compramos pra valer ninguém. A venda de Edenilson (apesar deste não ser uma Brastemp) foi ruim para o Timão, mas como segurar um jogador que só temos 30% do passe ??? Parabéns Mario Gobbi e Cia, que não investem no elenco e na marca mais rentável do país e que estão a serviço da DIS, Elenko sportes e Giulianos Bertuluccis da vida. Ontem passamos por um vexame, amanha poderá ser no "Itaquerão". "Cambada de vira latas vendidos."

    ResponderExcluir
  11. Voltamos a praticar futebol? É isso mesmo? Tenho 5 razões pra te dar que dizem o contrário...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ok, mas o amigo acaso tem nome? Um "nick" que seja - não precisa nem ser o de batismo...

      Excluir
    2. Olha como é fácil sair do bololô. Edu Gaspar fala que a camisa do Timão pesa e que Pato não está correspondendo. http://www.estadao.com.br/noticias/esportes,edu-gaspar-pede-mais-dedicacao-de-pato-no-corinthians,1124971,0.htm
      Quem comprou Pato por 15 milhões de Euros (e só 60%)?. Quem comprou Diego Macedo e vendeu Edenilson ??? Quem renovou com Sheik e comprou sei lá quanto do Rodriguinho ?? Quem vendeu Paulinho ??? Quem não comprou Elias ???
      Ele fica bem com a torcida jogando a culpa nos jogadores e técnico (ontem pisou na bola) e sai junto com o Gordinho, como sempre pela tangente.
      Falaram tanto que o elenco era maravilhoso que o Mano acreditou !!! Foi "bestamente" para cima do Santos dentro da Vila e tomou 5. Nosso maior problema não está dentro de campo !!!
      Veja que interessante !!! As subidas loucas de Uendel " foderam" um dos jogadores mais respeitados do Timão (Ralf) que ficou fazendo as vezes de lateral sem cobertura e até o drible da vaca tomou. Seria para justificar a venda ??
      Não podemos continuar cobrando dos jogadores e não exigir explicações de Edu Gaspar, Mario Gobbi e "amigos empresários" que usam o Timão como vitrine e estão destruindo a marca mais rentável do país.

      Excluir
    3. De acordo. A propósito, alguém pode me explicar o que faz Edu Gaspar no Corinthians?

      Excluir
    4. ele não era o personal friend do Adriano ?
      ----
      justamente o Pato é a prova viva e arrastada da maior cagada...
      cada segundo do desanimo dele ao vivo via globo evidencia de maneira inquestionável todas essas bobagens que essa gestão tem feito com o Corinthians.

      Excluir
    5. Para choque profissional Zé. Usa sua imagem junto à torcida para fazer declarações, dar desculpas e aliviar a barra dos responsáveis pelas contratações vira latas e "estranhas". Desta vez ele teve coragem de jogar na costa do Pato que entrou no jogo já estava 4 X 1. Declarações direcionadas que surtem um efeito em que os jogadores ficam como principais responsáveis pelos resultados. Ninguém assume o erro absurdo de ter gasto R$ 15 mi de Euros no Pato (só 60% do passe) que era um negócio arriscadíssimo e transferem para ele o prejuízo da compra. Se começarmos a pedir a cabeça de Gobbi, Edu Gaspar e amigos, auditorias anuais nas contas do clube mais rico do país, acho que as coisas mudariam. Se começarmos a pedir explicações das contratações estranhas elas no mínimo diminuirão. Se exigirmos um elenco de primeira as enrolações acabarão. Todos nós queríamos Elias e dinheiro tem então se virem e nos deem Elias.(mais vale um Elias no time do que 10 Diegos Macedos e Rodriguinhos) Precisávamos de um meia dos bons e dinheiro tem então não me venham com Rodriguinho. Olha a situação, basta mais uma derrota e se questionará o técnico, que pode acabar perdendo o cargo e sabe-se lá quem vem, e os verdadeiros responsáveis continuam lá em cima comprando e vendendo, ilesos à tudo. Não podemos aceitar passivamente a venda de jogadores que consideramos importante para o time. Não podemos cair nessa conversa e aceitar jogadores como "bodes expiatórios". "Fora Mario Gobbi and friends"

      Excluir
    6. O Elias não faz a mesma função do Rodriguinho. O Elias já foi escalado como meia armador, inclusive no Corinthians, e lembro que não tinha metade da eficiência que tinha como volante.

      Também acho que o Rodriguinho é verde pra ser titular, e eu não reclamaria nem um pouco se o Timão comprasse um novo Zenon pra reger o time. Mas quem? Essa posição praticamente não existe mais. Quando o Douglas achar que não vale mais a pena perder as horas do buteco concentrando pra jogo, e parar de jogar, o futebol brasileiro estará oficialmente sem nenhum meia armador em atividade (o Ganso eu não considero em atividade...)

      Acho que taxar de porcaria as novas apostas é tão perigoso quanto querer a cabeça do técnico por causa de uma derrota na segunda semana depois das férias. Os erros dos laterais foram de posicionamento, coisa que se adquire com o treinamento. Pra mim, Uendel/Fágner é uma melhora considerável nas laterais do Timão se compararmos com Fábio Santos/Edenílson.

      Excluir
    7. 1- Fagner e Uendel, sobretudo este último, são, sem dúvida, uma melhora considerável se comparados ao que tínhamos ano passado. E eu ainda manteria o Edenilson como opção para o meio - e sei que você também, já debatemos bastante sobre isso por aqui, etc.

      2- Cheguei a me empolgar com Rodriguinho entre os titulares, mas concordo com você: tá verde de tudo.

      3- A sacada sobre o Ganso me arrancou uma gargalhada. :-D

      4- [off topic] Acredito que o futuro do Timão na temporada dependa, em grande parte, do desempenho de Renato Augusto no esquema que o Mano tá desenhando. O que, convenhamos, é temerário.
      Que são Jorge abençoe a saúde do rapaz...

      Excluir
    8. Eu não escrevi que que nós queríamos Elias no lugar do Rodriguinho e sim na posição que ele jogava no Flamengo e continuo afirmando que todos queríamos Elias e quando falo todos, quero dizer todos que querem realmente querem um time time forte. Se Guilherme iria fazer outra função, esquentar o banco ou até mesmo jogar os 3 no decorrer de uma partida com Elias mais avançado (como na seleção que as vezes joga com três volantes sendo Paulinho bem mais a frente) são detalhes táticos, mas ter a opção seria bem demais e de fato "todos queriam Elias". Não quero a cabeça de Mano Menezes, não deturpe o que escrevo. Quero a cabeça de Mario Gobbi e seus asseclas. Uendel não mostrou nada ainda, porém Diego Macedo e Rodriguinho mostraram que são realmente de segunda (óbvio vieram de lá). Não os culpo e sim culpo quem os contrataram. Para piorar venderam Edenilson, que era bem melhor que Fábio Santos e Diego Macedo e ainda jogava como volante. (versátil). Porque não gritar contra quem contrata de forma estranha (parcelado e cheio de sócios). Você não consegue reconhecer no timão a vitrine que se transformou a serviço de empresários, inclusive no time de base ,onde investimos R$ 30 mi ano, e que ganhamos merrecas quando aparece alguma revelação (Marquinhos). Muito dinheiro entra meu querido e chegam migalhas no campo. Elias atrapalharia Guilherme que já está na vitrine ?? Vamos esperar até junho e ai o tempo vai dizer. O maior exemplo de uma exposição de vitrine foi Edenilson. Quando começou a mostrar qualidades venderam e nós ganhamos merda em troca e ficamos com o setor novamente deficiente. Eu não tenho dúvidas o elenco está enfraquecendo cada vez mais, mas quem acha que as intenções são sérias e inteligentes, recomendo o velho narizinho vermelho nos dias dos jogos. Não se ofenda por favor, eu também já usei !!!

      Excluir
    9. Relaxa César, não me ofendo não. Sei que temos posições bastante antagônicas quanto aos problemas do clube, até por isso que eu sempre acabo respondendo os seus comentários (e por favor não leve para o lado pessoal, acho que a ideia do blog é a de justamente promover o debate).

      Mas vou explicar pra que não pareça que sou mais ingênuo do que sou na realidade. Não compraria um carro usado do Andrés Sanches, me contorço de vergonha alheia cada vez que vejo alguma declaração patética do Gobbi, o amador do Edu já tá fazendo hora extra, e Deus nos ajude com a gambiarra financeira que o Rosemberg arrumou pra gente com o estádio. Não tenho interesse nenhum em defender essa turma.

      E tenho certeza absoluta que cada transação de atleta faz jorrar comissão pra tudo que é lado (empresário, conselheiro e laranja), e que muita compra suspeita favorece atletas não tão promissores. Nesse ponto eu concordo com você, mas sinceramente eu acho que isso ocorre e sempre ocorreu em tudo que é clube no Brasil. Por isso que eu não perco meu tempo pedindo a cabeça do Gobbi, pois não tenho o mínimo de esperança de que a turma da oposição vai fazer diferente.

      Agora, quanto ao clube ter se tornado uma vitrine, desculpe, disso eu realmente discordo, e até já expus exemplos que me levam a crer no contrário - que o Corinthians evoluiu nesse aspecto, em relação aos outros clubes brasileiros e a si próprio no passado.

      A tensa situação pré-desmanche que vivemos atualmente me parece ser menos consequência de um grande plano conspiratório, como esse de não trazer o Elias pra vender o Guilherme no meio do ano, quanto o resultado de uma análise excessivamente otimista do crescimento contínuo e inevitável da receita do clube (que não previa, por exemplo, não jogar a Cucaracha, ou as atitudes da torcida mimada pela diretoria), obrigando, lamentavelmente, a voltarmos a velha política de vender o almoço pra comprar a janta.

      O que não exime de culpa a diretoria atual. Mas o pecado pra mim é outro.

      Excluir
  12. Caramba, pessoal. Também tô com a cabeça inchada até agora, e perder de cinco pra freguês é realmente um absurdo.

    Mas calma lá, o ano nem começou. Pra se ter uma idéia de como as coisas costumam ficar meio bagunçadas, ainda mais nesse começo meio as pressas que rola no Brasil, a porcada é o melhor time do campeonato no momento. Exemplo meio clichê, mas na catrástofe do Tolima técnico e elenco eram tudo porcaria...

    Me recuso a entrar nessa onda pessimista sem esperar um mínimo de tempo de trabalho. Só espero que a diretoria lembre dos próprios acertos do passado, e não saia cortando cabeça a pedido da torcida...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pedir a cabeça de Mano soa, ao menos para mim, como piada de mau gosto. Pior foi que já andei lendo isso por aí...

      Excluir
  13. Senhores, enfim, uma boa notícia nessa interminável semana: agradeçamos a Santo Expedito pela graça alcançada!

    http://globoesporte.globo.com/futebol/times/corinthians/noticia/2014/01/sem-espaco-ibson-assina-rescisao-de-contrato-com-o-corinthians.html

    ResponderExcluir
  14. Meio século depois e o time do Boqueirão consegue marcar 5 gols na gente. 42 anos depois consegue ganhar por 4 gols de diferença! O tempo está se encarregando de mostrar que muitas das teses apresentadas o ano passado não eram assim tão verdadeiras. O “treineiro” que era ridicularizado não era o único culpado. Dizia-se que bastava colocar um “técnico de verdade” que o time voltaria a atuar como um rolo compressor. Qualquer técnico faria o time “jogar futebol de verdade”, pois saberia aproveitar o enorme potencial que este time possuía. Pelo menos o alerta vermelho foi acionado agora. Ainda dá tempo da diretora se mexer. Por falar nisso, incrível a proteção que oferecem a ela.
    (Múcio Rodolfo)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas, para implantar seu trabalho, Mano merece, no mínimo, o mesmo tempo que o gênio teve... ou não? (e, se não, por que motivo??).

      Aliás, até quando a Fiel vai arrastar correntes pela casa, né não?

      E o senhor andou sumido, Múcio. E não apenas daqui. ;-)

      Excluir
    2. Claro que o Mano merece um tempo para ser devidamente avaliado.... Classificá-lo como um lixo por conta do desastre do meio de semana é tão precipitado quanto a exaltação feita com as duas vitórias iniciais. Só que algumas coisas começam a aparecer: uma delas é que não temos aquele mega-elenco sub-aproveitado que muitos imaginavam. O Álvaro já havia chamado a atenção (e a Maria Angélica tem dito isso) a respeito da vulnerabilidade da defesa sob um esquema mais ousado. O Adenor não era um gênio, mas sabia o que tinha nas mãos. Só que ele agora é passado. Ficar gritando "volta Tite" é tão ridículo quanto ficar gritando "fora Mano". Sobre o meu sumiço, de fato faz uns 11 dias que não apareço por aqui, mas tenho comentado no blog do Matador e do Álvaro. (Múcio)

      Excluir
    3. Não posso nem reclamar da proteção dada aos comandantes do Corinthians, pelo menos o Zé publica meus comentários. A maioria dos demais blogs do Timão, deletam comentários que auferem responsabilidade e questionam os negócios obscuros que vem ocorrendo na ciranda da "vendilhança".

      Excluir
    4. Se o sindicalista só entra em campo vestindo duas calças jeans molhadas (uma por cima da outra), parece-me mais lógico mandá-lo para o banco do que estruturar o esquema de jogo em torno da deficiência dele. Opções havia.
      Ok, as laterais também não colaboravam em nada. Mas, aí, fica na conta do ótimo planejamento da diretoria - que, entrava temporada, saía temporada, insistia em não buscar nenhum nome confiável para a posição.

      De qualquer forma, tem de haver um meio termo entre o bunker e a peneira, pelamor. Em mais de 100 anos, nunca havíamos visto algo sequer parecido no Timão e, de repente, essa se tornou a única forma possível de se jogar futebol?

      Excluir
    5. 1-De fato o Zé libera tais comentários.... o que eu chamo a atenção é para determinados espaços que atribuem aos treinadores um poder que eles não têm. Um treinador pode até sugerir, mas a responsabilidade maior pela decisão a ser tomada é da diretoria.
      2- Então, muitas mudanças que eram cobradas do Adenor, não estão sendo feitas pelo Mano. Não queriam o time livre do Paulo André, do Emerson.....? Por que o Pato é reserva, apesar de ter sido um dos artilheiros do time no ano passado? (Múcio)

      Excluir
    6. 1- Mas por que eu não liberaria, senhores? Isso é só um blog de torcedor; nem sócio do clube eu sou.

      2- Fato. E confesso que me decepcionei com isso, Múcio.

      Excluir
  15. eu escalaria o Pato no lugar do Rodriguinho.
    se a idéia é bom passe e chute , acredito que ele é superior nesses fundamentos e além disso ele tem sido inútil enfiado no meio dos zagueiros ou muito aberto pelas pontas e ainda é a melhor opção no elenco na bola parada.

    gosto do Douglas mas já deu, ele NUNCA vai entrar em forma.

    o Rodriguinho seria reserva do Pato, o Danilo reserva do Renato Augusto (caso ainda volte a jogar nessa vida) e Sheik e Romarinho disputariam a ultima vaga. o Guerrero não tem reserva (ao menos não nesse esquema de jogo). O Pato estaria livre de ajudar na marcação e o Guilherme livre de ter de ser o Paulinho.

    Acho que o time deveria ser Pato e mais dez. Se o grande problema é justamente o custo de ter investido uma fortuna no cara o mínimo que se deveria fazer era mante-lo trabalhando. Tem de defender o time de bocha no sábado e ainda jogar no domingo... desvalorizar o cara é muita burrice. Se o Pato e o Sheik não marcarem gols nem no Paulistão vai ficar impossível se livrar deles.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pato centralizado na armação?

      Excluir
    2. ele não é centroavante e nem ponta. certo que também não é um 10.
      mas jogaria mais centralizado um pouco mais recuado com liberdade para se movimentar pelo ataque e sem nenhuma função defensiva.

      ele não está no banco apenas por falta de produção. os titulares não estão jogando melhor do que ele e se você for colocar produção x minutos em campo, nesse caso ele seria justamente o mais produtivo no ataque.

      e tem a bola parada,

      queimar o cara apenas porque ele é um mala mimadinho não é boa solução diante do investimento que foi feito.

      é preciso conversar com os líderes do grupo. todo mundo tem de ajudar...
      acho que com uns 15 gols no Paulista a gente consegue se livrar dele na próxima janela européia. se levaram até o Ibson...

      o problema Pato só se resolve com ele jogando.

      e vamos ser sinceros, não é preciso se utilizar dos mais modernos esquemas táticos do momento para ser um dos semi-finalista do Paulista. Além disso não é como se o Douglas ou Rodriguinho (não desgosto desse jogador) estivessem resolvendo nossos problemas.

      se é para buscar soluções na cartilha
      o Tite passou 2013 inteiro nessa e não encontrou nada...

      ----------------------------

      O Mano julgou que por pegar um time com a defesa forte ele poderia queimar algumas etapas... errou feio.

      todo time se monta de trás pra frente.
      não acredito que o que aconteceu quarta feira vá se repetir.

      Excluir
    3. Parabéns Pedro, você conseguiu em quatro linhas uma análise mais precisa, profunda e abrangente do que qualquer comentário que eu li na imprensa sobre a fatídica goleada. Acho que é bem por aí...

      Excluir
    4. De fato, é uma loucura que poderia dar certo, Pedro.

      Se bem que sou suspeito para opinar sobre esse tipo de pardalice. Em 2010, por exemplo, quando o gordo já não rendia mais enfiado entre os zagueiros, cheguei a defender em conversas que ele também fosse adaptado na armação: tinha ótimo passe, leitura de jogo privilegiada, batia na bola como poucos... mas fui chamado de louco por isso (fica a dica, hahaha!).

      E concordo plenamente com você: a única maneira de recuperar o investimento feito no Pato é mantê-lo trabalhando. Se bem que, cada dia mais, tendo a ceder ao cansaço que esse cara TEDIOSO tem o dom de provocar.

      Excluir
  16. Amigos conselheiros de jihad....
    Concordo com o cesar,são outras pessoas que devem ser cobradas...
    Quanto ao jogadores acreditar que alguns jogadores servem para compor o elenco na minha visão não funciona há dois tipos de jogadores os que jogam e os que não jogam....vejo alguns jogadores deste elenco igualzinho 2007, zelao , Betão,Iran....lembram....passado um tempo vc vê onde os caras estão e o que fizeram.....jogadores que já vem com prazo de validade....tudo nego estragado....fora mario Gobi e morte sumária sem direito a defesa para o Mano....
    Nosso querido conselheiro cesar foi corretíssimo na analise acima esta mais do que no cara que estão ganhando por fora pra trazer coisas bizonhas como Rodriguinho e Diego....nem tudo que sai em jornais e net são verdades....a historinha que estão tentando contar para nós ta esquisita....vamos abrir os olhos irmãos.....

    Alerta máximo.
    Abraço a todos.
    O imperador.longa vida a jihad.

    ResponderExcluir
  17. Invasão no CT do Corinthians de aprox. 100 torcedores espalhando o terror na comissão técnica e jogadores. Parabéns Edu Gaspar. Por que Edu e Mario Gobbi, não vão lá agora explicar para esses caras por que não compram ninguém, vendem os poucos que dão algum resultado e aonde está o dinheiro ??
    Esses caras são uns bando de trouxas !!! Além de cobrar das pessoas erradas ainda atrapalham o treino do time.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esses caras só FODEM o Coringão - e isso não é de hoje! Inclusive, boa parte da atual crise financeira deve ser colocada na conta das TOs - graças a quem o clube perdeu "n" bilheterias em 2013, teve grave prejuízo de imagem, etc.

      Excluir
  18. E agora mais essa da ala pensante da nossa torcida... Mais uma pra pôr na conta do Mário "Quem Matou o Kevin?" Gobbi...

    ResponderExcluir
  19. E para compensar mais uma da ala dos panos quentes ?? Edu jogou os jogadores aos leões e ficou na tribuna com o imperador 'gordo' assistindo ao espetáculo. Covardes ?

    ResponderExcluir

Comentários ofensivos ao Coringão serão DEMOCRATICAMENTE excluídos, sem exceção. Noves fora, a palavra é sua.